banner
Title
Descrição
Autor
Data
Portaria Nº12 de 07 de MAIO de 2021
07/05/2021
Portarias Nº9 e Nº10 de 22 de abril de 2021
Gestão Não se render, nem recuar. O CRESS em todo lugar
22/04/2021
Ponto facultativo nesta quarta 21 de abril de 2021
Gestão Não se render, nem recuar. O CRESS em todo lugar
20/04/2021
cress-pa e CRP10 solidarizam com o conjunto de trabalhadores/as do sistema prisional do pará
Gestão Não se render, nem recuar. O CRESS em todo lugar
16/04/2021
O CRESS NA MINHA SALA DE AULA

O CRESS NA MINHA SALA DE AULA


O CRESS 1ª Região quer dialogar com graduandas/os que estejam cursando o último semestre do curso de serviço social. O objetivo é apresentar as/aos futuras/os profissionais as competências e a importância do conjunto CFESS/CRESS, bem como todo o processo de inscrição no conselho. Caso professoras/es ou coordenadoras/es de curso tenham interesse é necessário:

• enviar um e-mail para inscricao@cress-pa.org.br

 com o título do e-mail "O CRESS NA MINHA SALA DE AULA".

•  No corpo do texto escrever o nome da Universidade/faculdade, nome da/do professora/or ou coordenadora/or responsável pela turma, bem como os dados para contato de telefone e e-mail. É necessário ainda o número de alunos na turma. 

• Envie três possibilidades de data com antecedência mínima de um mês, o CRESS escolherá a melhor opção e entrará em contato para a confirmação e demais orientações sobre o evento que deverá ocorrer no formato virtual.


Valorize e participe do seu conselho Profissional!

Gestão Não se render, nem recuar. O CRESS em todo lugar
14/04/2021
codigo de ética do/a assistente social?

SÉRIE PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS


Olá, assistentes sociais! 


Lançamos hoje, em nossos canais de Comunicação, nossa série de postagens sobre o Código de Ética do/a Assistente Social, começando pelos nossos Princípios Fundamentais.


O Princípio I nos faz refletir sobre nosso compromisso com a liberdade, a autonomia, a emancipação e  a plena expansão das pessoas enquanto sujeitos de de direitos. Reconhecer essa liberdade em uma dinâmica social capitalista cada vez mais desigual e que reduz essa participação a termos  jurídicos e normatizações, nem sempre reconhecidas e alcançadas por grande parcela da população, é um desafio constante ao exercício profissional do/a assistente social.


E você, colega assistente social! Como percebe a importância desse princípio em suas atividades profissionais cotidianas?

Vai lá nas nossas redes sociais, curte, marca um/a amigo/a e compartilhe com a gente suas experiências! 


Gestão Não se render nem recuar o CRESS em todo lugar.

Gestão Não se render, nem recuar. O CRESS em todo lugar
13/04/2021
Nova etapa de vacinação de assistentes sociais

ATENÇÃO, ASSISTENTES SOCIAIS!


Informamos que ainda dispomos de 246 doses de vacinas contra a COVID-19, disponibilizadas pela Secretaria de Saúde do Município de Belém (SESMA), para a imunização de assistentes sociais INSCRITOS/AS neste CRESS/PA, desde que atendam aos critérios: 


1. Ser assistente social; INSCRITO/A no CRESS/PA 

2. Estar RESIDINDO  no município de Belém;

3. Estar trabalhando na profissão atualmente;

4. Ter entre 45 e 59 anos (SEM necessidade de ter comorbilidades);

5. Ter comorbidades* (neste caso, INDEPENDENTE de faixa etária)


* De acordo com o Plano de Imunização da Secretaria Estadual de Saúde - SESPA, as COMORBIDADES são:

- Diabetes mellitus;

- Hipertensão arterial sistêmica grave (de difícil controle e/ou com lesão de órgão-alvo); 

- Doença pulmonar obstrutiva crônica; 

-  Doença renal;

- Doenças cardiovasculares e cerebrovasculares;

- Indivíduos transplantados 

de órgão sólido;

- Anemia falciforme;

- Imunossuprimidos;

- Obesidade grave (IMC≥40)


Solicitamos às/aos profissionais que ATENDAM A ESSES CRITÉRIOS e desejam receber a imunização, que enviem a documentação comprobatória para o e-mail cressinformacoes@gmail.com, ATÉ às 12h do dia 15 de abril.


❗Para comprovar comorbidades é necessário LAUDO MÉDICO ou RECEITA MÉDICA atual (com data de, no máximo, 6 meses atrás), legível, devidamente assinado e carimbado pelo profissional médico!


⚠️ IMPORTANTE!!!

Ressaltamos que a comunicação sobre o horário agendado para a vacinação de cada profissional será feita EXCLUSIVAMENTE através do e-mail de cadastro ou pelos canais oficiais de divulgação do Conselho. O CRESS-PA não faz ligação telefônica, encaminha mensagem por SMS ou por Whatsapp para agendar ou convocar profissionais para vacinação! 


Continuamos no nosso compromisso e luta para que a vacinação chegue à toda a população, pelo SUS, de forma gratuita e universal.


#VacinaParaTodasETodos

#VacinaJá 


Gestão Não se render nem recuar o CRESS

Gestão Não se render, nem recuar. O CRESS em todo lugar
09/04/2021
Prêmio Stela Menezes - Edição 2021.

Prezadas/os assistentes sociais!

É com imensa alegria que compartilhamos com nossa categoria e com toda a sociedade, o lançamento do Edital para o Prêmio Stela Menezes - Edição 2021.

Essa premiação, inspirada na trajetória da saudosa assistente social Stela Menezes que nos deixou em 2006 e deixou sua marca na história do Serviço Social, na docência, na área da infância e juventude, nos movimentos sociais, que objetiva divulgar, incentivar e reconhecer publicamente a atuação das/dos assistentes sociais no estado do Pará.

Nestes tempos tão difíceis, onde as vulnerabilidade e desigualdades sociais foram agudizadas e escancaradas, mais do que nunca, sabemos o quanto é importante valorizar as/os profissionais que, incansavelmente, resistem frente a essa conjuntura desestruturante, reafirmando nosso compromisso com a defesa da vida, da democracia, dos direitos sociais, da equidade e da justiça social, para toda a sociedade.

Convidamos, pois, a categoria profissional e a sociedade em geral a indicar suas referências locais em Serviço Social, que estão brilhantemente abraçando e defendendo nossas bandeiras de luta, nos mais diversos espaços sócio-ocupacionais, em instituições públicas, privadas ou no terceiro setor, movimentos sociais, controle social e outros.

Para conhecer as regras e critérios para indicação da/o assistente social, leia atentamente as regras contidas no Edital e envie para o e-mail premiostelamenezes@cress-pa.org.br

A indicação é totalmente gratuita e digital; e deve ser feita através do preenchimento dos Formulário que se encontram disponíveis em nosso site.

Clique aqui e vizualize


Edital Prêmio Stela Menezes 2021

ANEXO 1 – FORMULÁRIO DE INDICAÇÃO

ANEXO 2 – LISTA DE ASSINATURAS

ANEXO 3 – MEMORIAL

PORTARIA CRESS 1ª REGIÃO Nº 11-2021 - Prêmio Stela Menezes



CRESS/PA Gestão 2020-2023

Não se render, nem recuar - o CRESS em todo lugar

Gestão Não se render, nem recuar. O CRESS em todo lugar
06/04/2021
Listagem de profissionais aptos para vacinação

É AMANHÃ!


A partir das 9h desta terça-feira, 06 de Abril, a SESMA BELÉM estará realizando na sede do CRESS-PA na TV.Mauriti entre Alm.Barroso e Romulo Maiorana, a vacinação dos/as profissionais que encaminharam a solicitação via e-mail juntamente aos comprovantes necessários.


Para que tudo ocorra da maneira mais segura e rápida possível, pedimos que aquelas/es que vierem ao CRESS-PA estejam portando a documentação necessária, bem como; Documento de identificação com foto, comprovante de residência do município de Belém, se possível, comprovação de registro no CRESS-PA e, se possuir, cartão do SUS. Além disso, use sempre máscara, respeite o distanciamento social e utilize álcool em gel nas dependências do conselho.


Atenção: apenas profissionais com 50 anos ou mais ou que completem 50 anos ainda em 2021 poderão receber a vacina, SOB NENHUMA CIRCUSTANCIA profissionais fora destes critérios poderão receber as doses.


A gestão do CRESS-PA segue trabalhando para que a vacina chegue cada vez mais a todos e todas.


Gestão Não se render nem recuar o CRESS em todo lugar.

Gestão Não se render, nem recuar. O CRESS em todo lugar
05/04/2021
Listagem de profissionais aptos para vacinação

É AMANHÃ!


Nesta terça-feira, 06 de Abril, no horário das 9h às 12h e de 14h às 16h, a SESMA BELÉM estará realizando na sede do CRESS-PA na TV.Mauriti entre Alm.Barroso e Romulo Maiorana, a vacinação dos/as profissionais que encaminharam a solicitação via e-mail juntamente aos comprovantes necessários.


Para que tudo ocorra da maneira mais segura e rápida possível, pedimos que aquelas/es que vierem ao CRESS-PA estejam portando a documentação necessária, bem como; Documento de identificação com foto, comprovante de residência do município de Belém, se possível, comprovação de registro no CRESS-PA e, se possuir, cartão do SUS. Além disso, use sempre máscara, respeite o distanciamento social e utilize álcool em gel nas dependências do conselho.


Atenção: apenas profissionais com 50 anos ou mais ou que completem 50 anos ainda em 2021 poderão receber a vacina, SOB NENHUMA CIRCUSTÂNCIA profissionais fora destes critérios poderão receber as doses.


A gestão do CRESS-PA segue trabalhando para que a vacina chegue cada vez mais a todos e todas.


Gestão Não se render nem recuar o CRESS em todo lugar.

Gestão Não se render, nem recuar. O CRESS em todo lugar
05/04/2021
Vacinação para assistentes sociais da saúde

ATENÇÃO, ASSISTENTES SOCIAIS!

O Conselho Regional de Serviço Social 1ª Região- CRESS/PA reafirma firmemente seu propósito de defesa intransigente à vida e aos direitos humanos!

Estamos na luta pela vacinação contra COVID-19 para TODOS/AS PROFISSIONAIS DE SERVIÇOS ESSENCIAIS, tanto que já encaminhamos e reiteramos Ofício à Secretaria de Saúde do Estado do Pará – SESPA, solicitando a inclusão de trabalhadoras/es de serviços essenciais no calendário de vacinação e estamos acompanhando os Projetos em tramitação no Legislativo Federal para ampliação dos grupos prioritários. Compomos também, junto ao conjunto CFESS/CRESS um coletivo que defende a vacinação gratuita, pelo SUS e para toda a população!

Diante de nossas convicções e agindo sempre com transparência junto à categoria e à sociedade, informamos que recebemos solicitação da Secretaria de Saúde do Município de Belém, através do Ofício 373/2021- DEVS/SESMA/PMB, encaminhado a este Conselho, para o envio de uma lista nominal de 100 (cem) assistentes sociais para serem vacinadas/os, desde que, se enquadrem nos critérios: trabalhar na área da saúde, residir no município de Belém, ter 50 ou mais anos e ter comorbidades. Assim, solicitamos às/aos profissionais que CORRESPONDEM A ESSES CRITÉRIOS e desejam receber a imunização, que enviem a documentação comprobatória para o e-mail cressinformacoes@gmail.com, ATÉ o dia 04 de abril.

Informamos a todas e todos profissionais de Serviço Social e à comunidade em geral que, essa iniciativa e critérios de seleção NÃO PARTIRAM DO CRESS/PA! É uma solicitação da SESMA, junto aos conselhos de classe de profissionais de Saúde do município. E não poderíamos nos omitir em propiciar às/aos profissionais que atendem aos critérios da SESMA, o acesso à vacinação.

#vacinaparatodasetodos

#vacinaja

Gestão Não se render, nem recuar. O CRESS em todo lugar
31/03/2021
Retorno as atividades presenciais por agendamento do cress-pa
Gestão Não se render, nem recuar. O CRESS em todo lugar
30/03/2021
VIII Encontro Nacional de Serviço Social no Ministério Público (ENSSMP)

Em decorrência da realização  do VIII Encontro Nacional de Serviço Social no Ministério Público (ENSSMP), organizado pelos profissionais de Serviço Social do Ministério Público do Estado do Paraná (MPPR),  realizado no dia 16/12/2020 de forma virtual e, a previsão da ocorrência no segundo semestre de 2021 do novo evento nacional e com o objetivo de dar continuidade a reflexão sobre as realidades regionais de atuação do Serviço Social no Ministério Público, indicou-se o Ministério Público do Pará - MP/PA para organização do Encontro Regional Virtual da região Norte, evento que antecederá o evento nacional. 

 

Este evento é de suma importância para que os profissionais da Região Norte, que compreende os estados do Amazonas, Acre, Amapá, Pará, Tocantins, Roraima e Rondônia, possam discutir sobre sua realidade de atuação no âmbito dos MPs, para ser apresentada no evento nacional, assim como, mostrar a realidade da Região Norte para o restante do país, sobre as condições éticas e técnicas do exercício profissional do assiste social no âmbito do MP, os impactos do contexto da pandemia e os retrocessos nas políticas públicas em seus  desafios para efetivação de direitos. 

 

O Encontro se configurará em um momento de reflexões e trocas acerca da realidade da atuação das/dos profissionais de Serviço Social dos MPs da Região Amazônica, com sua pluralidade sociocultural e territorial que impõem grandes desafios à materialização de direitos e a possiblidade de conhecer as experiencia de atuação dos outros profissionais da Região. Que subsidiará a elaboração de um diagnóstico da Região que será apresentado no encontro nacional. 


O CRESS 1ª Região/PA está parceiro nesse Evento, que terá o primeiro dia (24) aberto à participação de toda categoria, através do canal do Youtube do MP/PA

https://youtube.com/user/MinisterioPublicoPA

Gestão Não se render, nem recuar. O CRESS em todo lugar
22/03/2021
Atenção assistente social, direitos humanos em perigo!
Gestão Não se render, nem recuar. O CRESS em todo lugar
19/03/2021
Nomeação do concurso publico de altamira

O Conselho Regional de Serviço Social do Pará - 1ª Região, que tem a atribuição de orientar, disciplinar, normatizar, fiscalizar e defender o exercício da profissão do/da Assistente Social vem a público solidarizar-se e apoiar a luta da categoria profissional por melhores condições e relações de trabalho, especialmente por meio de Concursos Públicos que garantam empregos estáveis, remuneração compatível com a complexidade de nossas atribuições e competências profissionais e a efetivação das 30h de trabalho semanal dos/das Assistentes Sociais.

Nesse sentido, vimos a público enfatizar que o CRESS/PA está atento às reivindicações, mobilizações e lutas dos/das profissionais, participando de ações e debates políticos, com vistas à defesa das prerrogativas e direitos profissionais. Assim, ao tomarmos conhecimento de que 12 (doze) Assistentes Sociais foram aprovados/as no Concurso Público do Município de Altamira – Edital 003/2020, de 27 de Janeiro de 2020, tendo o resultado homologado por meio de Edital nº 003/2020, publicado no Diário Oficial do Município de Altamira e que, até o presente momento, não foram nomeados/as para investidura em cargo público, este Conselho encaminhou documentação à Prefeitura Municipal, bem como ao Ministério Público do Estado do Pará, recomendando convocação e posse dos/as profissionais aprovados.

É de suma importância que os/as Assistentes Sociais aprovados/ as organizem-se politicamente para exigir o cumprimento do direito à nomeação e posse. Bem como que  toda a categoria se solidarize e exija doa gestão municipal o cumprimento de tal feito. Ressaltamos a defesa do direito à nomeação, aos concursos públicos para investidura nos cargos e que somos contra as contratações precárias de trabalho.

Reafirmamos a defesa do trabalho como direito social fundamental, e colocamos este CRESS/PA à disposição da categoria para a promoção dos debates e incidências políticas que se fizerem necessários nesses tempos de intensa precarização da vida, em que imperam formas de contratação de nossa força de trabalho de maneira cada vez mais precária, subcontratada e mal remunerada. Ressaltamos a defesa das prerrogativas profissionais, sempre na perspectiva e defesa do Projeto Ético-Político Profissional.

Gestão: Não se render, nem recuar. O CRESS em todo lugar.

Gestão Não se render, nem recuar. O CRESS em todo lugar
09/03/2021
Assistentes sociais na luta pela vida neste Dia Internacional das Mulheres
Gestão Não se render, nem recuar. O CRESS em todo lugar
06/03/2021
Luta em defesa da amazônia

NUCRESS BAIXO TOCANTINS, vem a público posicionar-se e conclamar os/as assistentes sociais para a luta ao lado das comunidades tradicionais de Abaetetuba/PA. 



Não é novidade o fato de que há muitos anos as terras amazônicas têm sido palco de disputas territoriais entre povos e comunidades tradicionais e interesses do Capital. Nessa batalha, muitas heranças culturais, riquezas naturais e modos de vida foram brutalmente dizimados.

Entretanto, eis que ressurge o discurso "desenvolvimentista" trajado de novas roupagens, apontando a Região do Baixo Tocantins como a "beneficiada" da vez. Porém, bem sabemos que o atual momento vivenciado da região, trata-se da continuação de séculos de destruição, que agora avançou para novos terrenos, explorando novas possibilidades logísticas, a exemplo do que vem sofrendo a região ribeirinha do município de Abaetetuba/PA.

O município em questão, reconhecido por sua diversidade cultural, por suas comunidades tradicionais e por sua feira sempre farta com as mais diversas iguarias (em sua maioria oriundas da produção ribeirinha), tem sua riqueza ameaçada. Seu povo não mais teme a 'Cobra Grande', mas teme o monstro dos grandes empreendimentos, travestidos de progresso.

Pois grandes empresas tem ambicionado as terras e águas ribeirinhas, visando a construção de mega portos nesses territórios, como é o caso do empreendimento portuário da Terminais Líquidos da Amazônia, na comunidade do Guajará de Beja e o Terminal Portuário de Uso Privado (TUP) de interesse da CARGILL, que atualmente pretende instalar-se na Ilha Xingu ameaçando diretamente as comunidades tradicionais existente na região, especialmente as comunidades de Xingu, Ilha do Capim, Caripetuba, Igarapé Vilar e Assacu.

O processo de invasão está ocorrendo de forma autoritária e violenta, colocando em risco de extinção as mais variadas formas de vida existentes na região.

Nessa conjuntura, é urgente posicionar-se! Por esta razão e corroborando com os anos de luta desta categoria, reafirmando o compromisso ético político assumido pelo Serviço Social de estar na luta ao lado da classe trabalhadora e no enfrentamento da "Questão Social', como a única estratégia possível de vislumbramento de uma sociedade justa e equitativa, é que o NUCRESS Baixo Tocantins, conclama que os/as assistentes sociais somem-se ao enfrentamento, ao lado das comunidades ribeirinhas de Abaetetuba.

Gestão: Não se render, nem recuar - O CRESS em todo lugar.
24/02/2021
Edital 01/2021 – do Processo Seletivo Simplificado do Instituto Social Mais Saúde da cidade de Santarém / Pará

O Conselho Regional de Serviço Social – CRESS/PA 1º Região, por meio da Comissão de Análise de Processo de Seleção, vem a público manifestar indignação em relação ao Edital 01/2021 – do Processo Seletivo Simplificado do Instituto Social Mais Saúde da cidade de Santarém / Pará, uma vez que ao ofertar vagas para diferentes profissionais de nível superior, oferece remuneração inferior aos Assistentes Sociais. Aproveitamos a oportunidade para informar aos (as) Assistentes Sociais do Estado do Pará que encaminhamos Oficio à Presidência do Instituto Mais Saúde e aguardamos posicionamento.

Os (as) profissionais de Serviço Social são legalmente reconhecidos como profissionais da área da saúde, com base nas Resoluções nº 218/1997 – do Conselho Nacional de Saúde, e nº 383/1999 – do Conselho Federal de Serviço Social. Sendo estes profissionais da maior importância no que se refere ao atendimento na perspectiva da integralidade no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). Portanto, não há precedente e/ou justificativa para a diferenciação salarial entre profissionais de nível superior, especialmente ao considerar que nós, Assistentes Sociais, estamos na linha de frente no combate à Pandemia do novo Coronavírus (COVID-19), atuando, sobretudo em atividades relacionadas à investigação, planejamento e gestão social, assessoria, consultoria e mobilização social de indivíduos e grupos, estímulo à participação e controle social, além do atendimento direto aos usuários do SUS e suas famílias, com vistas ao favorecimento dos direitos sociais na perspectiva da integralidade entre as Políticas Públicas.

Nesse sentido, convocamos os (as) Assistentes Sociais a estarem sempre atentos (as) às investidas do Estado e do mercado no que se refere à desvalorização profissional, organizando-se em seus locais de trabalho, por meio de Sindicatos, Associações e Movimentos Sociais, podendo sempre contar com o apoio do CRESS/PA, que vem participando dessas mobilizações e ações políticas constantemente. Reafirmamos, portanto, que não nos calaremos diante da precarização de nossas condições salariais e de trabalho, e solicitamos do Instituto Social Mais Saúde a Equiparação salarial já!

Gestão Não se render, nem recuar. O CRESS em todo lugar
22/02/2021
Contra a Desvalorização Salariada

O CRESS/PA 1ª Região, que tem a atribuição de orientar, disciplinar, normatizar, fiscalizar e defender o exercício profissional, reforça a luta por melhores condições salariais e de trabalho, junto ao conjunto dos (das) Assistentes Sociais no Estado do Pará.

Nesse sentido, vimos a público enfatizar que o Conselho, por meio da Comissão de Análise de Processos de Seleção em Serviço Social, está atento à publicação de editais de concurso público e processos seletivos simplificados em todo estado, com vistas a defesa das prerrogativas profissionais.

Embora o piso salarial seja assunto de natureza sindical e associativa, não sendo de competência do Conjunto, o CRESS/PA reafirma e se soma na luta em defesa da Classe Trabalhadora, especialmente a categoria de Assistentes Sociais, participando de debates e ações políticas sobre o tema, reconhecendo que a luta deve ser coletiva no enfrentamento à precarização dos espaços de trabalho

Nessa esteira, ao tomar conhecimento do Edital 01/2021 referente ao Processo Seletivo Simplificado da Fundação PARAPAZ, que prevê vagas para Assistentes Sociais com remuneração inferior à outros cargos de nível superior, imediatamente encaminhamos ofício solicitando retificação do certame. Contudo, ainda aguardamos posicionamento da Fundação.

Assim, convocamos a categorias de Assistentes Sociais a se posicionarem contrários a desvalorização salarial nas mídias sociais da Fundação PARAPAZ, cobrando respostas quanto à documentação encaminhada por este Conselho.

Cabe ressaltar que o CRESS/PA cumpre suas atividades diárias baseadas nos acúmulos do Conjunto CFESS/CRESS, particularmente na defesa do Projeto Ético-Politico Profissional balizado no Código de Ética, na Lei de Regulamentação n.⁰ 8.662/93 e nas Diretrizes Curriculares da ABEPSS.

Gestão Não se render, nem recuar.  O CRESS em todo lugar.

#pracegover Imagem com fundo laranja e background com pessoas fazendo reinvidicações, em primeiro plano o texto "nota do CADPSS/CRESS-PA contra a desvalorização salarial"

Gestão Não se render, nem recuar. O CRESS em todo lugar.
18/02/2021
A luta continua

Reuniāo on-line, com representantes do NUCRESS Guamá, CRESS/PA, CFESS,  CRP/10 e profissionais da base, ocorrida dia 12.02 (seta-feira) com pauta sobre Inserçāo de assistentes e psicólogos/a na Educaçāo Básica.

Iniciamos a construção de mais um importante movimento para o cumprimento da Lei 13.935/2019, que garante a inserção de assistentes sociais e psicólogos/as nas redes públicas municipais de Educação Básica. Agora a meta e ampliar as discussões e mobilização para os municípios da Região Guamá.

Na última sexta-feira (12), estiveram em Reunião on-line representantes do NUCRESS Guamá, CRESS/PA, CFESS, CRP/10 e do Curso de Psicologia da UFPA, juntamente com profissionais da base dos municípios de Castanhal, Sāo Miguel e Sāo Domingos do Capim.

Maria Rocha (CFESS) e Antonino Alves (CRP/10) fizeram uma breve explanação sobre como está acontecendo o processo no município de Belém, após anos de luta e muita pressão para efetivação da Lei. E sobre o GT formado, com representantes dos dois Conselhos, para planejar, junto à administração municipal, como se dará o processo da inclusão da/os trabalhadoras/es de Serviço Social e Psicologia nas escolas do município. Afirmarm que essa experiência da capital será muito importante, reposta colaborar com as articulações  e mobilizações nos municípios do interior.

Luiza Helena (CRESS/PA) também fez relatos da experiência ocorrida no município de Capanema, onde a Lei Municipal já foi aprovada, ainda em 2019, após articulação com o legislativo municipal e mobilização da categoria, realizada pelo CRESS/PA, que participou ativamente das sessões da Câmara Municipal que aprovou regulamentação local.); que agora estará em fase de novas mobilizações para efetivação da Lei.

Arthur Cardoso, Amiraldo Torres, Carla Sales, Deliana Bahia, Gilmara Lopes, Renata Rodrigues, Telma Nunes (NUCRESS Guamá) disponibilizaram a proposta de Carta Aberta elaborada pelo coletivo do NUCRESS, que poderá ser um Manifesto base para utilização nos municípios da Região, nas articulações que ainda serão feitas. O NUCRESS estará nesse momento voltado à construção da proposta para o município de Castanhal, através de reuniões ampliadas com assistentes sociais e psicólogos, bem como representantes do legislativo e executivo local.

E, paralelamente apoiará e estimulará as iniciativas em outros municípios da Região.

Durante a reunião um emocionante e importante relato de vivência na área da Educação foi feito pela  assistente social Cláudia Fernanda (SEMED Castanhal), revelando o impacto das limitações da falta de profissionais na área, ao mesmo tempo que trouxe reflexões necessárias às condições de propostas para as leis municipais, no tocante, principalmente às atribuições específicas de assistentes sociais e psicólogos/as, vislumbrando as contribuições que essas/es profissionais trarão à comunidade escolar e, consequentemente, à toda a sociedade.

Os encaminhamentos foram feitos para as reuniões futuras, que objetivam ampliar o envolvimento de profissionais de outros municípios para que possam encaminhar as dicussőes em suas cidades.

Assistentes sociais, acompanhem e juntem-se a essa luta! Busquem intimações junto aos seus NUCRESS de referência. Vamos juntos garantir a efetivação da inserção da categoria na educação básica!

Gestão Não se render, nem recuar - o CRESS em todo lugar.

Gestão Não se render, nem recuar - o CRESS em todo lugar.
17/02/2021
CRESS 1ª Região, manifesta-se contra mais um assassinato de uma liderança indígena

O Conselho Regional de Serviço Social - CRESS 1ª Região, manifesta-se contra mais um assassinato de uma liderança indígena ocorrida no dia 12 de fevereiro de 2021, em Capitão Poço.

Isac Tembé, jovem de 24 anos, morto em ação da polícia militar, que será averiguada pelo Ministério Público. O extermínio dos povos indígenas não pode ser naturalizado e aceito como fatalidade!

É evidente e muito escandalosamente expostos os interesses de sujeitos pactuados com a destruição da floresta nativa da Amazônia e ficam impunes ao usarem as terras de povos tradicionais para a aplicação do agronegócio e pecuarismo. Todos os danos que isso representa é  desumano e impactante para a vida e equilíbrio ambiental do bioma amazônico.

A recorrente prática de matar lideranças que defendem seu lugar de origem tem sido tratada com lentidão preocupante,  quando da punição dos culpados.

Em tempos de perdas, desrespeito, abandono e tanta violência, é fundamental que nossa categoria profissional se posicione e se fortaleça coletivamente na defesa da vida! Todas as vidas!

A vida  de Isac foi interrompida, mas sua  luta  continua em um legado de resistência, travada por seu povo há  séculos e a qual defendeu com a própria vida.

Isac Tembé, presente!

Gestão Não se render, bem recuar - o CRESS em todo lugar

Gestão Não se render, bem recuar - o CRESS em todo lugar
15/02/2021
Estágio no serviço social em tempo de pandemia
Gestão: Não se render, nem recuar - O CRESS em todo lugar.
12/02/2021
CONANDA VIVE E LUTA!

ATO VIRTUAL: CONANDA VIVE E LUTA!

O CFESS e outras organizações da sociedade civil comprometidas com a defesa dos direitos de crianças e adolescentes promovem, nesta sexta-feira (12), a partir das 14h30, o ato virtual “CONANDA Vive e Luta”. A live visa a denunciar o desmonte e o não funcionamento do Conselho e lançar a Carta Manifesto, solicitando a realização das eleições no CONANDA para o biênio 2021/2022, que não foram convocadas pelo governo federal.

📣A transmissão ocorrerá pelo perfil do CFESS no Facebook nesta sexta, dia 12 de fevereiro, às 14h30! Assistentes sociais estão nessa luta!

Gestão Não se render, nem recuar, o CRESS em todo lugar!
12/02/2021
Cress funcionará normalmente durante o feriado de carnaval

Devido o Decreto nº 800, que determina medidas restritivas de circulação de pessoas como forma de prevenir o surgimento de novos casos de Covid-19 e bandeiramento do estado, para evitar aglomerações, não haverá ponto facultativo de carnaval.

O CRESS-PA seguirá realizando atendimentos agendados de inscrição normalmente.

Gestão não se render, nem recuar, o CRESS em todo lugar

Gestão não se render, nem recuar, o CRESS em todo lugar
12/02/2021
Convocação de candidato PSS 2020 DO CRESS-PA
Gestão: Não se render, nem recuar - O CRESS em todo lugar.
09/02/2021
Vitória! Assistentes sociais psicólogos/as no ensino básico em belém

Uma luta construída há duas décadas em nível nacional pelo Conjunto CFESS/CRESS em parceria com o CRP, que resultou na Lei 13.935/2019.

No Pará nossa bandeira agora é a regulamentação e efetivação municipal da Lei, com a inserção dos profissionais de Serviço Social e Psicologia na rede básica de ensino em nossos 144 municípios. E, dentre esses, alguns ate já instituíram uma Lei municipal, mas que ainda precisa sair do papel.

Em nossa capital, o GT formado para implementação da Lei já está em plena atividade. Um trabalho que resulta do empenho e muita pressão do CRESS/PA, CRP/10 e CFESS. Uma articulação que demonstra a importância das organizações representativas das nossas respectivas categorias profissionais e uma resposta frontal àqueles(as) que tentam desqualificar os Conselhos de Classe.

Nossa categoria profissional e a sociedade em geral só tem a ganhar com essa articulação!

Sigamos na luta! Que ainda temos muito trabalho pela frente!

Gestão Não se render nem recuar, o CRESS em todo lugar.

Gestão Não se render nem recuar, o CRESS em todo lugar.
04/02/2021
NOTA DE PESAR

O Conselho Regional de Serviço Social / CRESS 1ª Região, lamenta profundamente o falecimento de Thaís de Sousa Ribeiro, servidora do CRAS 40 horas.

Externamos nossa solidariedade às suas  famílias, amigas/os, colegas de trabalho. O Serviço Social do Pará perde valorosa parceira de profissão, de lutas e resistência.

Gestão não se render nem recuar, o CRESS em todo lugar!
01/02/2021
Dia nacional de combate ao trabalho escravo
Gestão não se render nem recuar, o CRESS em todo lugar!
28/01/2021
Nota Pública

O Conselho Regional de Psicologia 10ª Região PA/AP e o Conselho Regional de Serviço Social da 1ª Região, respectivamente CRP10 e CRESS, manifestam veementemente repúdio em relação às decisões tomadas pelo Governo Federal e Ministério da Saúde do Brasil em sua condução diante da pandemia da COVID-19.

Sabemos que estas decisões - pautadas em irresponsabilidade, inverdades, negacionismo, desrespeito à população, descrédito à ciência, falta de planejamento e gerenciamento, incentivo a atitudes contrárias à prevenção da doença, dentre outras barbáries -, têm causado o caos social e o colapso tanto na rede pública quanto na rede particular de atenção à saúde.

Defendemos urgentemente que a vacinação possa ser iniciada para toda a população brasileira que se encontra neste momento no espectro dos grupos de maior risco de morte e internação. É preocupante que populações em situação de maior vulnerabilidade, como povos quilombolas e indígenas não aldeados, tenham ficado de fora dessa primeira fase da vacinação. Ainda mais porque estes compõem a maioria dos que adoeceram ou vieram a óbito, conforme mostram os indicadores epidemiológicos. E nessa segunda onda que já se encontra presente na Amazônia, estes grupos são os que  mais estão sendo atingidos. A pandemia corre célere pelos estados da Amazônia. Então só a vacinação em massa reduzirá a velocidade acelerada da propagação do vírus. É inaceitável que em função de tantos erros no gerenciamento da saúde, milhares de vidas sejam ceifadas.

No caso específico de nosso estado, o Pará, temos acompanhado com muita preocupação, através das mídias e transversalmente de inúmeras denúncias ao nossos Conselhos, o “desenrolar” das entregas das vacinas.

Todo o esquema estabelecido pelo Governo do Pará para a chegada da vacina no dia 18/01/21 e sua distribuição a partir de 19/01, as criações dos critérios e riscos para a contaminação a partir das definições e criação de grupos prioritários, foi recebido por todos com certa tranquilidade e respeito. Contudo, infelizmente tais decisões têm resultado no quadro extremamente grave que estamos presenciando com grande tristeza, além de “estranhamentos” entre os servidores dos serviços hospitalares e da saúde.

Não é possível que num momento crítico como este, de extrema exposição de longos meses ao coronavírus, ainda não se tenha conhecimento de quem são os “trabalhadores da linha de frente”. Não basta trabalhar na instituição para ser considerado “LINHA DE FRENTE” e isto precisa ser uma pontuação coordenada pela gestão dos serviços.

Em vários serviços públicos, trabalhadores que não são considerados linha de frente foram vacinados antes dos que realmente estão, segundo informações divulgadas em diversos portais de notícias.

À gravidade da situação pandêmica e reais ameaças que este vírus representa à saúde e à vida, soma-se o sentimento de insegurança e desamparo provocado pela inoperância, lentidão e descaso de muitas gestões, que provoca sofrimento psíquico, desesperança e adoecimento psicológico. Como Conselhos de classe, entendemos o ser humano em sua totalidade física e psicológica e alertamos para os riscos que extrapolam os efeitos diretos do vírus e que afetam a vida não podem ser negligenciados.

Viemos a público manifestar nossa indignação e repulsa diante do que vem ocorrendo desde o início da pandemia, quando solicitamos condições de trabalho, reajustes de insalubridade para no mínimo o reconhecimento institucional quanto ao desgaste dos que estão na “Linha de Frente”, a fim de garantir direitos para além de “palmas”.

Assim, em nome das (dos) profissionais vinculados a estes Conselhos, exigimos medidas imediatas para que os responsáveis pela distribuição da vacina em nosso estado reavaliem seus critérios baseados realmente na exposição ao risco de contaminação.

Igualmente, também fazemos a reflexão de outras políticas públicas fundamentais: além das (os) trabalhadoras (os) da saúde, defendemos que quem atua no Sistema Único de Assistência Social (SUAS), nas frentes de combate à COVID-19, por estarem em serviços essenciais à população, sejam também incluídos nos grupos prioritários para a vacinação.

Vacina já! Campanha de vacinação já! Respeito à vida humana já!

Gestão não se render nem recuar, o CRESS em todo lugar!
22/01/2021
Dia nacional de combate à intolerância religiosa
Gestão não se render nem recuar, o CRESS em todo lugar
21/01/2021
CRESS RESPONDE

Não perca! Hoje teremos nossa grande estreia do TV CRESS-PA às 21h no Youtube.

E pra essa estreia nossa presidenta, Olga Tabaranã, estará a frente do quadro CRESS RESPONDE, onde responderá as principais dúvidas que os/as profissionais tem em nossas redes sociais.

Faça parte de mais esse importante momento e colabore para o CRESS estar, cada vez mais, em todo lugar, dando like no vídeo, compartilhando e se inscrevendo no canal.

O VÍDEO ESTREIA HOJE, 20/01, ÀS 21H NO CANAL TV CRESS-PA!


Gestão Não se render nem recuar, o CRESS em todo lugar!
20/01/2021
TV CRESS-PA
Gestão: Não se render, nem recuar - O CRESS em todo lugar.
19/01/2021
Anuidade 2021 com valor minimo
Não se render, nem recuar - O CRESS em todo lugar.
13/01/2021
Livro CMAS

No dia 30 de dezembro de 2020 o CRESS-PA teve a honra de participar do lançamento do livro do Conselho Municipal de Assistência Social (CMAS) de Castanhal/PA, de autoria coletiva organizado pelo Assistente Social Amiraldo Lima Torres - representante do NUCRESS Guamá, cujo título é “Um espinho no meio do caminho: Conselho Municipal de Assistência Social entre dores, tensões e resistência em um chão tingido pela COVID-19”. 

Um momento histórico e significativo na trajetória da Política de Assistência Social do município de Castanhal e da participação social por meio da representatividade de um Conselho de direito, trazendo reflexões sobre a história construída do CMAS, críticas sobre a realidade social, exposição de ações realizadas nesse percurso, notas públicas e posicionamentos assumidos diante do que está exposto no tempo presente, mas no meio do caminho havia uma pandemia, da qual se transformou em espinhos invisíveis, ocasionando mudanças de funcionamento e ações do CMAS, principalmente na perspectiva dos direitos sociais e da emancipação humana, estando veementemente no enfrentamento ao combate da COVID-19 em Castanhal. Portanto, este livro é o resultado de uma construção coletiva, histórica e estratégica nunca antes vivido pelo CMAS diante das diversas determinações sociais provocada pela pandemia do novo Coronavírus. 

O CRESS-PA parabeniza toda equipe responsável por essa produção e por todo comprometido com a Política de Assistência Social, dentre seus trabalhadores e trabalhadoras, gestão e usuários e usuárias do Sistema Único de Assistência Social/SUAS no Município de Castanhal.


Acesse a versão em PDF do livro no site do CRESS/PA, pelo link clique aqui


Gestão 2020/2023 - Não se render nem recuar: o CRESS em todo lugar

Gestão: Não se render, nem recuar - O CRESS em todo lugar.
30/12/2020
Carta do CRESS-PA as/aos assistentes sociais

Caras e Caros assistentes sociais amazônidas!

Enfim, estamos desembarcando de 2020! Ainda sob o impacto do que este tem sido e de suas consequências em nossas vidas.

Mas, antes de desejar votos de feliz ano novo, precisamos dividir com vocês, colegas, o que foi esse primeiro ano para a gestão do CRESS/PA e Seccional Santarém; os desafios que nos chegaram e as expectativas de início, somadas às incertezas e todo o processo de adaptação que é natural diante de tanta responsabilidade. E tudo veio junto com um dos maiores desafios que a população deste século XXI ainda vivenci

E assim, muitas  e muitos de nós, senão a totalidade da categoria, estivemos com o sentimento de estar em meio a uma teia gigantesca de angústias e testes de resistências, ao mesmo tempo que precisávamos dar conta da vida pessoal, que nos complementa e onde é abrigado nossos afetos. E tudo mais que nos impôs limitações inesperadas. Mas, cá estamos! É dezembro! E um ano que tem sido um divisor de águas em nossas vidas, seja pessoal, seja profissional.

Desse modo, enquanto representação dessa resistente categoria, é importante fazer uma breve retrospectiva do coletivo “Não se Render, nem Recuar - O CRESS em todo Lugar” e da gestão “Respeito e  Valorização Profissional” da Secional Santarém, que  assumiram esse compromisso em plena grave crise do capital somada à Pandemia pela COVID-19 e assim lutar pela  garantia de direitos daqueles que por heranças históricas, tem tido todos os dias, direitos negados e desconstruindo as raízes do assistencialismo.

Era o início de uma jornada e nossa vitória, ocorrida de forma democrática com a participação afetiva e ativa de tantos e tantas de vocês. Foi incrível, não é mesmo?

Em seguida, tivemos a transição que muito nos emocionou pela acolhida e respeito. Mas já estávamos em meio ao caos da Pandemia e nossa missão enquanto Assistentes Sociais nos colocou numa engrenagem que parecia estar girando ao contrário com o aumento dos casos da doença. E, numa tomada de decisão difícil, tanto pela gestão que saía, quanto pela que chegava, optamos pelo cerimonial on-line, para nós e para a Seccional de Santarém.

É possível que por muito tempo nos lembremos onde estávamos naquele início de noite de 15 de maio de 2020, Dia do/da Assistente Social! Ficamos com nós em nossas gargantas vendo, pela tela de aparelhos eletrônicos, os rostos emocionados de nossas/os companheiras/os que precisaram interagir à distância e liam os trâmites legais da posse em meio a lágrimas e sorrisos. E parafraseando uma poetiza polonesa: “a prova era de história da humanidade”,  e nós, colegas, fizemos parte  desta com vocês! Que prova, colegas! E não se afastaram! Estivemos de mãos dadas, como foi dito ao final daquela transmissão e depois seguir para nossos espaços sócio ocupacionais. Diante disso, fomos condicionadas/os  a situações adversas. Porém, um único sentimento nos motivou a continuarmos lutando contra aos desmontes e a indiferença do Poder Público, foi o da RESISTÊNCIA!

Sob as responsabilidades das novas gestões, a partir daquele momento, nos colocamos no front. Tivemos como prioridade absoluta, tomar decisões para salvaguardar a vida de cada uma e cada um de vocês, das e dos funcionárias/os, dos nossos  prestadores de serviços e consequentemente, nossas famílias. As portas físicas do CRESS/PA  precisaram ser fechadas, mas o trabalho continuou e foi gigantesco! Tivemos momentos de profundas angústias e incertezas.

Como afirmamos acima, temíamos também pelas famílias, amigos,  e sabíamos do  risco iminente de morte e que vocês colegas, vivenciavam isso e estavam em seus espaços de trabalho em condições muitas vezes insalubres, dentro de um turbilhão de fatores que jamais imaginamos piorar tanto e tão rapidamente. Muitos colegas (incluindo várias/os conselheiras/os que estiveram e estão ainda passando por essa situação) esconderam por trás dos sorrisos a angústia de sair de casa e não saber se voltariam, ou, nos casos mais críticos, trabalharam exaustivamente. Eram algumas das dimensões de todo esse contexto, ainda ter forças para lutar contra  o  sucateamento da Seguridade Social. Aliado a esses fatores, os embates travados pela  falta de entendimento por parte de muitos gestores, do que é o  Serviço Social, foram desafiadoras e surgiam a todo momento em várias regiões do estado, não é mesmo?! Mas que incrível saber que cada uma e cada um de vocês, reafirmaram o compromisso ético-político travando lutas inimagináveis contra arbitrariedades, considerando que sem o direito ao concurso público, muitos de nós somos temporários e pensar em ficar sem trabalho era desesperador. Mas, defender  o Serviço Social como fronteira da garantia de direitos não nos permitiu desistir.

E mediante esses aspectos da imprevisibilidade, fizemos e continuamos a fazer, todo o possível para atender a categoria, mesmo com as fragilidades que ainda persiste, os protocolos a cumprir de distanciamento e as adversidades materiais e subjetivas que se aglutinavam e ainda são entraves.

Vivenciamos os impactos pelas condições de trabalho muito especificas. Sistemas e internet insatisfatória numa região com poucos investimentos tecnológicos. Os adoecimentos,  as notícias de perda de pessoas próximas e de colegas de profissão; somando-se ainda o sentimento estarrecedor de revolta que nos atinge todos os dias, vendo as pessoas serem apenas estatísticas frias para um governo federal completamente adverso, egocêntrico,  deletério e fora da realidade e se mostrando cruel às nossas dores e sendo  devastador em atitudes e pela falta dessas.

Mas, contrariando todas as dificuldades, fizemos muitas atividades para que pudessem estar  junto a  vocês de alguma forma. Elaboramos nosso planejamento e dentro das limitações impostas, cumprimos o nosso papel. Lembram dos grandes momentos e dias e dias nossos encontros regionais e descentralizados? Todo mundo foi convidado e quem conseguiu estar presente, fez grandes contribuições!

Em relação a necessidade de apropriação de conhecimentos para uma melhor compreensão a  respeito dos rebatimentos do que tem sido vivenciado no âmbito da profissão, e (re)conhecimento da nossa realidade amazônica sendo alvo de ataques alarmantes, colocamos no ar pelas redes sociais, mesmo com  as limitações tecnológicas já citadas, usamos as  redes sociais para estar em todo o lugar. Foram 13 “lives” entre palestras, oficinas, rodas de conversa, que perpassaram as mais diversas temáticas, desde a Política 0de Migração, Seguridade e Assistência Social. Realizamos 25 reuniões internas do Conselho, 7 lives, sendo algumas em  parcerias e tivemos  convidadas/os  com disposição de enfrentar o desafio, num formato  de interação que antes não era tão experimentado. E conseguimos alcançar com essas oportunidades, 20.160 visualizações feita por vocês, colegas em diversos  municípios e estados.

Fizemos parcerias que foram cruciais e uma destas elaboramos a pesquisa para saber das condições de trabalho da categoria.

E,  para realizar nossas atividades internas e recepcionar vocês, colegas,   montamos uma logística para entrega dos DIPs que chegaram ao nosso CRESS. Fizemos essa ação fora do ambiente físico do Conselho, num espaço bem maior e com ventilação natural, aamplamente divulgada em nossos canais Comunicação.

Em defesa de nosso projeto ético-politico, participamos de 7 atos públicos e ações  na defesa dos direitos humanos e, seguindo protocolo de segurança,  marcamos presença junto com os movimentos sociais e sindicais. Elaboramos  notas/manifestos  em defesa das políticas sociais e da democracia, como foi o caso da  tentativa de alterar  o resultado das eleições da Universidade Federal do Pará, para suprimir a posse da Reitoria, eleita legitimamente.

Estivemos em atos contra o corte de recursos para a Educação Pública  que tem sido alvo de ataques constantes. Nos fizemos presentes em  atos contra o racismo e a violência contra a mulher e LGBTfobía.

Ao decorrer do ano, temos ampliado a representação da categoria em diversos espaços de controle social e participação popular.

Sim, tivemos muitos êxitos! Muitas conquistas, muitas ações, mesmo diante de um cenário tão adverso. E  vocês fizeram parte dessa história junto conosco. Reafirmaram a importância do Serviço Social dentro das instituições, o que teria sido inviável sem a presença de vocês!

A Seccional Santarém retomou proximidade com 19 municípios daquela região, acolhendo suas demandas.

Em relação ao  CRESS e a Seccional Santarém, a parceria de vocês tem sido imprescindível! A história de nossa profissão sempre foi forjada nas lutas, resistências, conquistas, companheirismos, revoluções, insubmissões, defesa intransigentes por nossas escolhas civilizatórias e o que reapresentamos para a população que atendemos todos os dias!

Por isso, defendemos a representatividade do Conjunto CFESS/CRESS, atuando com  nossos  instrumentos normativos, o  nosso Código de Ética, a Lei de Regulamentação Profissional e a Política Nacional de Fiscalização. Esse é nosso mais valoroso patrimônio imaterial e ético político e cada uma/um de nós, assistentes sociais,  com nossa história latino- americana travada em diversos momentos, nos porões de ditaduras militares, temos nesse passado tão difícil, o respeito aos colegas de profissão vitimas da intolerância e estupidez de um sistema perverso. Que jamais esqueçamos!  Que jamais se repita!

Continuemos colegas, defendendo nossas atribuições e o exercício profissional sem jamais sucumbir ao autoritarismo e ao conservadorismo que oprime e tenta nos afastar!

Para finalizar, com emoção e respeito, queremos deixar nossa homenagem às e aos colegas de profissão que partiram em 2020 em nosso estado e no país inteiro, e também nosso reconhecimento aos defensores de direitos humanos que também se foram e, embora não fossem assistentes sociais, eram e continuarão sendo referências importantes para a categoria. Fica nosso afeto imenso às suas famílias, amigos, companheiras/os de jornada e colegas de trabalho e de lutas.

E como fonte de tanta resistência histórica, entre tantas que se foram em 2020, e fizeram a história do Serviço Social brasileiro, escolhemos Dona Ivone Lara, enfermeira e assistente social, mulher negra, defensora da luta antimaniconial e de um legado profissional incrível. Uma sonhadora, cantora e compositora. Ela deixou numa canção, um trecho que em parte reflete a defesa intransigente da nossa profissão:

“Minha Verdade

Eu tenho a minha verdade. Fruto de tanta maldade que já conheci. Me deixa caminhar a minha vida. Livremente. O que desejo é pouco, pois não duro eternamente. Nada poderá me afastar do que eu sou”.

E nós somos assistentes sociais!!!!

Que venha 2021!

Abraços fraternos,

Conselho Regional de Serviço Social 1ª Região

Seccional de Santarém

Gestão: Não se render, nem recuar - O CRESS em todo lugar.
29/12/2020
Calendário de fim de ano
Gestão: Não se render, nem recuar - O CRESS em todo lugar.
22/12/2020
LIVE seccional santarem 42 anos

Atenção, assistente social!


Nossa live especial, foi adiada, mas já  tem nova data:

✅ Dia 26 (quinta-feira)

⏰ 19h

📍Pela nossa página do Facebook: https://m.facebook.com/cresspara


Venha comemorar conosco os 42 anos de implantação da Seccional de Santarém. Uma grande conquista para a interiorização das ações do Conselho no nosso estado!🤗

Participe das atividades da Seccional. Vamos fortalecer ainda mais o conjunto CFESS/CRESS! 💪🏼😊


Gestão Não se render, nem recuar, o CRESS em todo lugar.

Gestão: Não se render, nem recuar - O CRESS em todo lugar.
24/11/2020
programação da republica

Historicamente o ano de 1889, marca a instauração da forma de governo republicana presidencialista no Brasil. Um século depois, a Constituição Federal (1988) conceituou a República Federativa do Brasil como a união indissolúvel dos Estados e Municípios e do Distrito Federal, constitui-se em Estado democrático de direito através da soberania, cidadania, dignidade da pessoa humana, valores sociais do trabalho e da livre iniciativa e do pluralismo político. E, que "todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente"


A mesma CF enfatiza que um regime Republicano deve fundamentar-se nos objetivos de "construir uma sociedade livre, justa e solidária; garantir o desenvolvimento nacional; erradicar a pobreza e a marginalização e reduzir as desigualdades sociais e regionais; promover o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação".


Em 2020, estamos mundialmente vivenciando uma das maiores tragédias sanitárias e humanitárias da história contemporânea. E  no Brasil é ano eleitoral para eleger prefeitas/os e vereadoras/es. Mediante esse cenário, o contexto vai requerer de nós uma reflexão muito coerente com nossa ética profissional . Somos  uma das categorias profissionais que mais esteve e ainda está à frente dos atendimentos à população e que enfrenta a primeira Pandemia do século XXI, a COVID-19; embora continuemos   invisibilizadas/os pelo Estado e pela mídia tradicionalmente a serviço de outros interesses. No entanto, vivenciamos a dor, acolhemos e fizemos o que nos propusemos a fazer na atuação em diversas políticas públicas. Soma-se a isso, os absurdos ataques de retiradas de direitos sociais, numa  proposta de beneficiar apenas o grande capital.São dimensões que  nos fazem refletir, na aproximação desse novo 15 de Novembro.


Portanto, é de fundamental importância que nos voltemos ao que de fato nos impulsiona em nosso projeto ético político e quais são nossos compromissos firmados com a população que atendemos em nossos espaços sociocupacionais e onde seguimos o objetivo do marco civilizatório que não pode se afastar da  defesa dos direitos humanos.


É importante que nossos olhares se remetam  à intransigente posição de enfrentar e identificar as características do fascismo em quem pretende assumir prefeituras e câmaras municipais, sem o devido cuidado às conquistas da classe trabalhadora.


Sigamos atentas/os para combater todas as formas de preconceito, entre estes, a misoginia, o racismo e a  homofobia. 


O Conselho Regional de Serviço Social 1ª Região, enquanto uma das representações de  assistentes sociais da Amazônia, não poderia deixar de se posicionar a respeito de tão importante momento de exercício da cidadania.


Assistente Social, nessas eleições seu voto é muito importante!


Votemos num gesto revolucionário e o desejo de dias menos cruéis.

Bom voto a todas/os e e nenhum direito a menos!


Gestão Não se render, nem recuar - o CRESS em todo lugar

Gestão: Não se render, nem recuar - O CRESS em todo lugar.
15/11/2020
Feriado do dia do servidor e servidora pública
Gestão: Não se render, nem recuar - O CRESS em todo lugar.
27/10/2020
Parecer Jurídico Nº43/2020

Assistentes sociais, atentem para o Parecer Jurídico 43/2020 do CFESS!


O parecer jurídico trata a respeito da competência processante e punitiva do CRESS e CFESS, em relação a assistentes sociais inscritos nos Regionais, que ocupam cargos de chefia, direção, gerenciamento, coordenação.


A matéria guarda controvérsias jurídicas e, por isso mesmo, existem entendimentos diferentes quanto ao seu tratamento, principalmente no cabimento de denúncias que versem sobre violações éticas de profissionais que ocupam ou exercem tais cargos.

Gestão: Não se render, nem recuar - O CRESS em todo lugar.
29/09/2020
DIA NACIONAL DE LUTA DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA

Dados da Organização das Nações Unidas (ONU) revelam que 80% das pessoas que vivem com alguma deficiência moram nos países em desenvolvimento ou emergentes, como o Brasil. A última pesquisa Censo 2010, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), revelou que no Brasil quase 24% da população tem algum tipo de deficiência, o que corresponde a mais de 45 milhões de pessoas.

Em 2020, apesar de todo avanço técnico-científico para tornar mais acessível, proporcionar qualidade de vida e das políticas de inclusão para garantir cidadania às pessoas com deficiências, ainda temos um longo caminho a percorrer para que todas essas conquistas cheguem a todas as pessoas, principalmente àquelas que fazem parte das camadas de maior vulnerabilidade socioeconômica.

Para marcar essa data e trazer à categoria reflexões acerca dos desafios encontrado pelas pessoas com deficiência, o CRESS 1ª Região entrevista Norman Davis Junior, assistente social no Instituto Nacional do Seguro Social - INSS, militante do movimento nacional de direitos da pessoa com deficiência, pessoa com deficiência visual.


CRESS/PA: Norman, desde quando tu apresentas deficiência visual?

Norman Junior: Eu já tinha alguma dificuldade visual desde a infância quando fui acometido por sarampo. Aos 16 anos tive uma crise visual e fui diagnosticado como tendo uma patologia genética, a retinose pigmentar. O oftalmologista informou que a perda de visão seria gradativa. A partir dos 26 anos começou a perda progressiva da acuidade visual e aos 31 anos já tinha 20/200 de acuidade em um olho e 20/400 no outro, o que a lei considerava deficiência visual.


CRESS/PA: E com a progressão dessa deficiência, já na idade adulta, como foi tua inserção no mercado de trabalho?

Norman Junior: Me associei à Associação Paraense de Pessoas com Deficiência (APPD) e trabalhei como contratado da Associação para alguns órgãos públicos como CTBEL, DETRAN e Correios. Pela política de cotas para deficiência, trabalhei como embalador por 1 ano em uma rede de supermercados, até sair para assumir vaga como assistente administrativo por concurso público, na Secretaria Municipal de saúde de Belém, onde fiquei por 7 anos.


CRESS/PA: Quando entrastes na universidade, quais os maiores desafios enfrentados e como conseguistes superá-los?

Norman Junior: Passei no vestibular de 2004 e me formei em Serviço Social pela UFPA, com muita dificuldade, já não tinha capacidade de leitura e só podia ler no computador com sintetizador de voz. Embora a Instituição tivesse uma seção específica para atendimento aos graduandos com deficiência visual na biblioteca, com digitalização de nosso material, a política do livro na época não favorecia que o material fosse disponibilizado a tempo. Eu e outros alunos com deficiência visual participávamos de um movimento para melhorar essa situação, nos reuníamos com professores e com a Pró-Reitoria para levar propostas. Uma das ideias que apresentei à Reitoria sobre livro acessível, anos depois, com a ajuda de um movimento nacional independente consegui inserir dos parágrafos 1 e 2 do Art. 68 da Lei Brasileira de Inclusão.


CRESS/PA: Como foi chegar à atuação profissional no INSS? A Instituição está preparada para receber profissionais com deficiência?

Norman Junior: Passei no concurso do INSS em 2009 e desde o início pude perceber que nesse órgão deficiência sempre foi entendida como incapacidade. Senti isso desde a avaliação de admissão com a equipe multidisciplinar, onde ouvi, através das finas paredes do consultório enquanto aguardava, um médico comentar: "como cegos vão conseguir trabalhar como assistente social?" Isso porque, diariamente, pra desenvolvimento de nossas atribuições, operamos diversos sistemas corporativos informatizados.

Com o tempo, já realizando minhas atribuições, dentre elas as avaliações sociais de pessoas com deficiência, os meus colegas de trabalho, inclusive peritos médicos, observaram que eu conseguia realizar as minhas atribuições com autonomia assim como os demais assistentes sociais. Contudo, essa autonomia se dava graças a produtos e tecnologias adquiridos por mim: lupa eletrônica portátil e de softwares de acessibilidade como o sintetizador de voz, que instalei no computador e a lupa do windows, pois a instituição nunca adaptou os sistemas corporativos para as minhas necessidades e dos demais colegas com deficiência, mesmo depois de várias reclamações apontando as dificuldades em operar os referidos sistemas. A realidade é que na autarquia em que trabalho, assim como em outros órgãos federais há uma falta de cumprimento de leis de acessibilidade para suas plataformas virtuais, sistemas de intranet e programas de informática voltados para seus servidores com deficiência.

Na primeira Agência da Previdência Social (APS) em que fui lotado por terem dado a sala em que eu ficaria para outro serviço, fiquei um tempo ocupando uma sala de reunião em área mais interna da APS. Lá eu só podia realizar as avaliações sociais e recursais. Outros serviços como socialização só realizei 3 anos depois quando ocupei nova sala no salão central.

Depois fui lotado em outra APS que foi reformada, com colocação de piso tátil e rampa.


CRESS/PA: E hoje, ainda encontras dificuldades para realizar tuas atribuições?

Norman Junior: Com o passar do tempo, minha deficiência se agravou e não consigo mais operar os sistemas de forma independente (mesmo usando o sintetizador de voz acima referido) e passei a necessitar de apoio de estagiários para me ajudar a operá-los. Os sistemas corporativos que mais tenho contato no desenvolvimento do trabalho foram atualizados por diversas vezes e a instituição não se preocupou em garantir a acessibilidade para que servidores com deficiência, como eu, possam desenvolver suas atribuições com autonomia. Como consequência tive que solicitar a redução da carga de trabalho e a depender cada vez mais de estagiários (que operam os sistemas conforme meu comando) para desenvolver meu trabalho. Algo preocupante, é que já se ouviu falar que uma das medidas do governo é não renovar a contratação de estagiários de Serviço Social e sem eles terei que ter auxiliar administrativo.


CRESS/PA: No teu espaço de trabalho, passas por situações de discriminação por ser pessoa com deficiência?

Norman Junior: Quanto à vivência de situações de discriminação nunca passei por situações desse tipo por parte das/os usuárias/os.Todavia, a maior discriminação é por parte da instituição que não se preocupa com as necessidades/acessibilidade de seus servidores e muito menos de seus usuários, pois as plataformas virtuais se tornaram a comunicação preponderante, e em algumas situações exclusivas, de comunicação do usuário/a requerente com a instituição, pois essas plataformas também não possuem a acessibilidade necessária para que pessoas com deficiência sensorial possam operar com autonomia, e, deste modo, sempre dependerão de terceiros. Por exemplo, em certa opção do aplicativo “Meu INSS” e até do “Caixa Tem” se pede reconhecimento de fotos para prosseguir e isso é impraticável para uma pessoa cega.


CRESS/PA: Nesses tempos de pandemia da COVID-19, em que o INSS passou a adotar o sistema remoto de trabalho, como foi atuar em teletrabalho?

Norman Junior: Com o advento da pandemia, como tenho doença crônica do grupo de risco, fui afastado do trabalho presencial na agência. Porém, sem estagiários e devido à inacessibilidade da intranet (sistema interno do INSS), não pude realizar o trabalho de forma remota, em casa. A chefia imediata compreende a minha situação e segue normativas da Instituição para o meu caso.


CRESS/PA: Tu militas em movimentos que lutam pelos direitos das pessoas com deficiência. Como se dá essa participação?

Norman Junior: Na Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência consta que "a deficiência resulta da interação entre pessoas com deficiência e as barreiras atitudinais e ambientais que impedem sua plena e efetiva participação na sociedade em igualdade de oportunidades com as demais pessoas". A barreira atitudinal vem dos gestores em Brasília que não atuam para resolver essa questão das plataformas inacessíveis, e como consequência vem a barreira ambiental e isso extrapola o âmbito interno da instituição e se reflete em sua interação com a sociedade quando o INSS prioriza uma comunicação informatizada e inacessível aos seus usuários/segurados.

Participo de movimentos que visam mudar essa situação, como Visibilidade Cegos Brasil, Rede Inclusiva, Articulação PCD Congresso.

Somente unidos podemos mudar essa realidade!

Gestão: Não se render, nem recuar - O CRESS em todo lugar.
21/09/2020
Nossa pesquisa precisa de voce

PESQUISA: Projetos Societários em disputa em tempos de pandemia e o exercício profissional do Assistente Social do Pará/Amazônia legal.

Estimada/o Assistente Social,

O Conselho Regional quer sabe informações sobre as suas condições de trabalho e suas principais demandas em tempos de pandemia. Para isso, precisamos de sua colaboração respondendo a um questionário que ficará hospedado no site do CRESS durante esse ano.

A categoria profissional do Estado do Pará se destaca ao contar com uma ampla pesquisa com objetivo de nortear ações estratégicas do CRESS 1° Região para melhor atender e responder as demandas das/dos Assistentes Sociais.

Este questionário compõe as ações de intervenção do “Projeto de Monitoramento das condições de realização do exercício profissional de Assistentes Sociais no Pará em contexto de pandemia da Covid-19 do CRESS 1ª Região” e a pesquisa “Projetos Societários em disputa em tempos de pandemia e o exercício profissional do Assistente Social do Pará/Amazônia legal”.

Essa pesquisa é uma realização em parceria do Conselho Regional CRESS 1ª Região (CRESS-PA) e o grupo de pesquisa GEPSS “Serviço Social e Política Social na Amazônia” da Universidade Federal do Pará (GEPSS/UFPA).

A importância de sua colaboração ocorre em função de buscarmos, por meio do conhecimento de seu perfil e desafios cotidianos em decorrência da COVID-19, subsidiar as diretrizes do conjunto CFESS-CRESS para construir melhores mecanismos voltados para a defesa da profissão no Estado do Pará, principalmente nesse momento particular tão difícil.

Ressalta-se que, no atual contexto de pandemia, pautado por inseguranças das mais diversas que atingem o coletivo, principalmente no ambiente de trabalho, é imprescindível que possamos conhecer os desafios vividos por você, assim como os avanços da intervenção profissional nessa conjuntura.

Para isso, solicitamos sua contribuição em responder o questionário que é composto por questões fechadas e abertas.

A identidade dos/as respondentes será mantida em sigilo e sua contribuição é muito importante!


Acesse a pesquisa através do link:  clique aqui



Agradecemos sua participação!



Gestão: Não se render, nem recuar - O CRESS em todo lugar.
18/09/2020
Nomeação da comissão de patrimonio
Gestão: Não se render, nem recuar - O CRESS em todo lugar.
15/09/2020
Receba seu DIP com dia e hora marcada
Gestão: Não se render, nem recuar - O CRESS em todo lugar.
08/09/2020
Mês da visibilidade lésbica

Dia Nacional da Visibilidade Lésbica estabelecida no 1º Seminário Nacional de Lésbicas - SENALE , ocorrido em 29 de agosto de 1996 no Rio de Janeiro, com participação de ativistas bissexuais que também passaram a reivindicar junto à SENALESBI /2014, sua representatividade e ainda assisnalar também o alerta ao racismo que enfrenta a mulher negra e lésbica. Fica também definido que é opcional inserir lésbicas e bissexuais, com ambas as identidades no que se refere à data. 


A presença da categoria mulher lésbica e bissexual em discussões e reivindicações de direitos é constantemente invisibilizada enquanto corpo e experiências. As questões específicas, tanto as demandas quanto as violências, não são priorizadas nas políticas públicas. No bojo dessa realidade é preciso colocar que a interseccionalidade é necessária para o debate na luta contra o preconceito estrutural.


Nessa perspectiva, entre avanços e recuos, a luta  persiste em um mundo ainda dominado por  posturas estruturais com fortes dimensões conservadoras, fundamentalistas preconceituosas e heteronormativas.


Nesse contexto, o Conjunto  CFESS/CRESS promoveu marcante avanço para as demandas contemporâneas que emergem na e da  profissão, e aprovou a Resolução CFESS n° 489/2006, que veta  condutas discriminatórias ou preconceituosas, por orientação e expressão sexual no exercício profissional do/a Assistente Social, regulamentando princípios inscritos no Código de Ética Profissional.


Nesse sentido, o Conselho Regional de Serviço Social 1ª Região, demarca esta data como sendo uma das prioridades  na  defesa intransigente de todos os direitos. Reconhece que fazer o enfretamento diário contra as arbitrariedades advindas de práticas discriminatórias contribui com a luta da  representatividade e  visibilidade; que deve ser parte da construção de uma sociedade mais justa e igualitária, livre de todas as formas de preconceito.

Gestão: Não se render, nem recuar - O CRESS em todo lugar.
26/08/2020
Atualização do PSS 2020
Gestão: Não se render, nem recuar - O CRESS em todo lugar.
28/07/2020
2ª Etapa do encontro estadual do cress-pa

Atenção,  assistente social!


Estamos no momento de planejamento das ações do conjunto CFESS/CRESS para o triênio 2020-2023. E contamos com a categoria para essa construção. 


A partir do dia 30, o CRESS 1ª Região promoverá a segunda etapa do Encontro Estadual CRESS/PA, que ocorrerá através de Reuniões virtuais, por Eixos Temáticos, de acordo com o cronograma abaixo:


1. Eixos Comunicação, Formação e Relações Internacionais

Dia 30/07/20 

Hora: 18h às 20h30


2. Eixo Administrativo-Financeiro

Dia 01/08/20

Hora: 15h às 18h


3. Eixo Orientação e Fiscalização

Dia 03/08/20

Hora: 18h às 20h30


4. Eixo Seguridade Social

Dia 04/08/20

Hora: 18h às 20h30


5. Eixos Ética e Direitos Humanos

Dia 05/08/20

Hora: 18h às 20h30


* Participantes: assistentes sociais adimplentes 


*Inscrições até às 15h do dia 30/07, pelo link: clique aqui


* Limite de participantes por Reunião: 100 (devido aos limites da plataforma Google Meet gratuita);


Atenção!! No ato da inscrição deverá ser escolhido até 2 (dois) Eixos de interesse. Na confirmação da Inscrição, será enviado o link de acesso às salas virtuais.


Gestão (2020/2023) - Não se render, nem recuar: o CRESS em todo lugar



#pracegover Imagem com fundo verde,  onde se lê o título: 2ª Etapa do Encontro Estadual do CRESS-PA. Abaixo, seguem descritos os temas, destacados em letras amarelas; os dias e horários, em letras brancas, de cada um dos Eixos temáticos a serem abordados no evento.

Gestão: Não se render, nem recuar - O CRESS em todo lugar.
28/07/2020
Nomeação de membros para compor a comissão de análise de processos de seleção em serviço social
Gestão: Não se render, nem recuar - O CRESS em todo lugar.
14/07/2020
Cromograma Retificado e Resultado Preliminar PSS Nº1/2020
Gestão: Não se render, nem recuar - O CRESS em todo lugar.
07/07/2020
Informes sobre o atendimento remoto do cress 1ª região

NOTA OFICIAL CRESS 1ª REGIÃO.
INFORMES SOBRE O FUNCIONAMENTO DO CONSELHO DURANTE A PANDEMIA.

O CRESS 1ª REGIÃO vem por meio desta nota informar à categoria de Assistentes Sociais, estudantes e usuárias/os sobre seu funcionamento durante à Pandemia. 
Horários: Majoritariamente de 8h às 14h. Considerando que estamos vivendo um momento de crise do capital e crise sanitária que afeta de sobremaneira a todas e todos e precariza ainda mais a exploração do trabalho e desvalorização da vida, informamos que para proteger nossas/os trabalhadoras/es e ao público em geral, no ambiente do Conselho, CONTINUAMOS AUTORIZANDO O TRABALHO REMOTO PARA NOSSAS/OS TRABALHADORAS/ES.

As/os Conselheiras/os estão trabalhando diariamente para definir estratégias de funcionamento do CRESS PA da melhor forma possível, tendo como parâmetros as normativas do Conjunto CFESS/CRESS, das autoridades sanitárias em nível federal, estadual e municipal. É um momento histórico que amplia nossos desafios, mas não recuaremos diante destes, principalmente com a força e apoio de toda categoria do Estado. Este é nosso enfrentamento diário.
Portanto, reafirmamos que o funcionamento do CRESS 1ª Região permanece nos canais remotos que elencaremos abaixo:

1. TODOS OS CANAIS REMOTOS SÃO RESPONDIDOS POR TRABALHADORAS/ES DO CRESS PARÁ EM ORDEM DE CHEGADA DE MENSAGENS;

2. TODOS OS CANAIS REMOTOS SÃO ATENDIDOS POR MENSAGEM DE WHATSSAP, NÃO SERÃO ATENDIDAS LIGAÇÕES NESTE MOMENTO, QUANDO RETORNARMOS ÀS ATIVIDADES AS LIGAÇÕES FICARÃO HABILITADAS;

3. CONTINUAMOS RECEBENDO DENÚNCIAS  ÉTICAS PELO E-MAIL cpetica@cress-pa.org.br, mas informamos que os prazos de análise estão suspensos pela Resolução do CFESS n. 940/2020.  Reiteramos que estas denuncias são SIGILOSAS;

4. CONTINUAMOS RECEBENDO DENÚNCIAS DE FISCALIZAÇÃO DO EXERCÍCIO PROFISSIONAL pelo e-mail: fiscalizacao@cress-pa.org.br, lembrando que estas denúncias também são SIGILOSAS e atendidas pelas agentes fiscais, assistentes sociais do CRESS;

5. CONTINUAMOS RECEBENDO DENÚNCIAS DE FISCALIZAÇÃO DO EXERCÍCIO PROFISSIONAL EM SITUAÇÕES QUE ENVOLVEM O COVID-19 pelo e-mail: orientacovid@cress-pa.org.br. Estas denúncias são recebidas por uma comissão específica nomeada para realizar as atividades do CRESS PA e também são resguardadas pelo SIGILO;

6. Estamos em PSS - processo de seleção de pessoas para atuar na área administrativa do CRESS PA para melhorar o atendimento;

7. ATENÇÃO! Para situações de INSCRIÇÃO no CRESS PA, todas as orientações estão acessíveis no site do Conselho (https://www.cress-pa.org.br/pessoa-fisica) e o número para contato (via Whatssap) é 32466987 (Secretaria) no horário de 8h às 14h. Para encaminhar os documentos referentes ao processo de inscrição deve-se encaminhar para secretaria@cress-pa.org.br.
Se você já se inscreveu e quer saber o andamento do processo, envie e-mail para inscricao@cress-pa.org.br. Lembrando que o processo de inscrição somente se inicia na data em que a/o solicitante encaminha os comprovantes de pagamento das taxas e esse prazo é de PRAZO DE 45 DIAS.
Em situações de urgência, por necessidade relacionada à de vaga de emprego, encaminhar o comprovante para que a comissão dê prioridade, ainda assim, o prazo não é imediato. Se você já está inscrita/o e precisa de declaração, pode solicitar pelo site do CRESS PA;

8. Para DEMANDAS FINANCEIRAS, o procedimento pode ser solucionado pelo Whatssap 32461918, lembrando que este número recebe apenas mensagem de texto, respondidas em ordem de chegada. Também pode-se enviar e-mail para tesouraria@cress-pa.org.br. Se você estiver quite com suas obrigações financeiras, pode imprimir declarações pelo Site do CRESS PA. Este atendimento, até o dia 12 de julho de 2020, será realizado no horário de 10h às 16h;

Agradecemos a atenção de todas e todos!
Vamos juntas e juntos fortalecendo nossa profissão!

Gestão "Não se render nem recuar: o CRESS em todo lugar" (Gestão 2020-2023)

Gestão: Não se render, nem recuar - O CRESS em todo lugar.
03/07/2020
​Resultado 1ª fase do PSS do CRESS-PA 1ª REGIÃO
Gestão: Não se render, nem recuar - O CRESS em todo lugar.
01/07/2020
Dia internacional do orgulho LGBTQI+

Neste domingo, 28 de junho de 2020, celebra-se o Dia Mundial do Orgulho LGBTQI+.  A defesa desta data é destaque nas bandeiras de luta do Conjunto CFESS/CRESS. É  umas das pautas que precisa estar na agenda política do Serviço Social e soma-se no enfrentamento de toda forma de discriminação. Assistentes Sociais, em seu cotidiano, recebem pessoas que vivenciam a discriminação e a violência pela sua orientação sexual e identidade de gênero. É  nosso dever não aceitar formas discriminatórias no exercício da profissão. Nosso Código de Ética nega toda forma de discriminação  quer seja por questões de inserção de classe social, gênero, etnia, religião, nacionalidade, orientação sexual, identidade de gênero, idade e condição física. 
Nessa direção, o Conselho Regional de Serviço Social 1ª Região/Pará reafirma o compromisso com  os movimentos de resistência,  não coaduna com atos de violência e não aceita em   todas as suas dimensões, qualquer ato discriminatório e violência. As estatísticas  são reveladoras dessa situação: 
Somente em 2018, o Brasil registrou 1.685 denúncias de violência contra LGBTQI+. E não somente  violências físicas, inclui-se a violência psicológica, que também são vivenciadas em vias públicas, um fato preocupante, pois pode sugerir  aspectos de banalização dessa violência . 
Os dados são da Secretaria de Direitos Humanos. A mesma Instituição que, lamentavelmente, tem invisibilizado  para  a  população LGBTQ+ o acesso a  políticas públicas que façam frente à diminuição desses dados e garantir  investimentos possibilite  meios efetivos  para combater os diversos aspectos danosos da discriminação e violência cotidiana que ainda  persiste. A exclusão, o preconceito, e a marginalização, são ainda consequências de uma construção sócio histórica pouco elaborada na sociedade que tem relações de poder pautadas no conservadorismo.
Importante ressaltar que embora tenham ocorrido avanços importantes e conquistados por meio de lutas coletivas, a população LGBTQI+ , de acordo com a ONU, ainda enfrenta em 72 países, leis que criminalizam relações homoafetivas e expressões de gênero. E o Brasil hoje, é o país que mais mata pessoas transexuais. É um aspecto assustador e que requer urgência em todos aspectos! Nesse contexto, o Dia do Orgulho LGBTQI+ é uma data significativa para que a  expressão de resistência e celebração de identidade deste segmento da classe trabalhadora, seja respeitada!  "Amor não é doença, é cura. "

"Não é só close, é luta. Então vê se me escuta, aceita, atura ou surta!"
(Quebrada Queer)

Por Laura Rosa (Conselheira CRESS/PA)

Gestão 2020/2023
Não se render, nem recuar- o CRESS em todo lugar. 

#pracegover Imagem de fundo amarelo, com a figura de duas mãos formando um coração com os dedos,  a mão esquerda tem uma faixa colorida no pulso. Na imagem se lê a frase: 28 de junho, Dia Internacional do Orgulho (em letras coloridas) LGBTQI+ (em letras brancas)

Gestão: Não se render, nem recuar - O CRESS em todo lugar.
28/06/2020
Nota Oficial: Em defesa de uma formação profissional de qualidade

NOTA: EM DEFESA DE UMA FORMAÇÃO PROFISSIONAL DE QUALIDADE – CRESS 1ª REGIÃO –
GESTÃO: NÃO SE RENDER, NEM RECUAR: O CRESS EM TODO LUGAR.
Na observância das Prerrogativas Profissionais e das Normativas Legais, o Conselho Regional de 
Serviço Social - CRESS 1ª Região, com jurisdição no Estado do Pará, Autarquia Federal, dotado de 
personalidade jurídica de direito público, regulamentado pela Lei nº 8.662 de 1993, ao tomar 
conhecimento do Parecer nº 05 do Conselho Nacional de Educação, homologado parcialmente e publicado 
em 01 de junho de 2020, que orienta as Instituições de Ensino a adotarem o modelo de ensino à distância 
em substituição das atividades presenciais, incluindo nesta dinâmica a disciplina Estágio Supervisionado, 
vem, por meio desta nota, informar que não reconhece nenhuma forma de estágio à distância, 
online ou virtual. 
O Estágio em Serviço Social se caracteriza pela atividade presencial e pelo acompanhamento 
direto de profissionais Assistentes Sociais em suas respectivas áreas de atuação, portanto, considera 
que a atividade não pode ser realizada através de outra metodologia que não seja presencial e sob 
supervisão direta. 
Fortalecemos aqui que sejam cumpridas as normatizações contidas nas Diretrizes Curriculares 
do curso de Serviço Social devendo haver “indissociabilidade entre a supervisão acadêmica e profissional 
na atividade de estágio”, assim destacamos.
Em conformidade com o que regulamenta a supervisão direta de estágio no âmbito do Serviço 
Social, Resolução Cfess nº 533/08, que trata da Supervisão Direta de Estágio no Serviço Social; em 
conformidade com as Diretrizes Curriculares do curso de Serviço Social, o CRESS 1ª Região se manifesta 
em defesa de uma formação de qualidade e pela garantia da atividade de Estágio Supervisionado na 
modalidade presencial que exige Supervisão Direta de profissionais competentes da área de formação 
para alcançar o direcionamento das mesmas Diretrizes Curriculares que afirmam a necessidade de um 
“rigoroso trato teórico, histórico e metodológico da realidade social e do Serviço Social” com ênfase na 
relação intrínseca entre teoria e realidade.
Afirmamos que a modalidade de estágio à distância, em nenhuma hipótese é acolhida pelo CRESS 
1ª Região que não reconhece o formato engessado e sem característica de estágio ao que deveria ser 
atividade constituída de um momento ímpar de aprendizagem considerando sua natureza, processo este 
que se inicia com a inserção do aluno nos diferentes espaços ocupacionais das esferas públicas e privadas, 
o que, portanto, pressupõe supervisão sistemática.
Ressaltamos que as recomendações contidas no Parecer do CNE nº05/2020, colocou em pauta a 
flexibilização das atividades presenciais de ensino para que pudessem ser substituídas por atividades 
não presenciais e ao incluir nessa modalidade de ensino à distância a disciplina estágio supervisionado, 
sob a lógica de minimizar os prejuízos advindos da situação de pandemia, trouxe sérias implicações, ao 
processo de estágio supervisionado, que deveria ser uma exceção, dada a importância de sua realização 
enquanto atividade presencial sob a supervisão exercida por profissionais que atuam enquanto 
supervisores de campo e supervisores acadêmicos.
Apontamos que substituir o que configura estágio por um modelo de projeto pedagógico que 
distancia o/a aluno/a de um processo de aprendizagem e o/a distancia das dimensões técnico-operativas, 
teórico-metodológicas e ético-política da profissão, conflita e viola as normatizações legais do Conselho 
Federal de Serviço Social – Resolução CFESS nº 533/2008 que trata da Supervisão Direta de Estágio no 
Serviço Social e conflita com as próprias normatizações específicas que tratam do estágio supervisionado 
como as Diretrizes Curriculares do Curso de Serviço Social e Parecer do CNE/CES 15/2002.
Dos prejuízos que as recomendações homologadas pelo MEC trazem, destacamos, a condição 
do/da aluno/a que deixa de ser inserido/a no campo de estágio, retirando-se deste/a a oportunidade do 
que se consubstancia como exercício teórico-prático. Retira-se, desta forma, o conhecimento da 
realidade institucional e a aproximação com o objeto de estudo do Serviço Social, na medida em que se 
retira as dinâmicas reais do exercício profissional que só podem ser apreendidas na sua totalidade por 
meio do estágio realizado exclusivamente na instituição que é campo de estágio, com a mediação do/a 
supervisor/a acadêmico/a e do/a supervisor/a de campo a partir de parâmetros técnicos e éticos do Serviço Social. 
O CRESS 1ª Região pontua que: sem Supervisão Direta, não há processo de estágio. Sem inserção 
do/a aluno/a em campo de estágio, não há aprendizagem. E se as normatizações são regramentos a serem 
seguidos, nosso posicionamento é que se cumpra a Normativa Resolução CFESS nº 533/2008. 
Destaca que obrigar o/a aluno/a a aderir um modelo que descaracteriza o estágio supervisionado 
é uma violação ao seu direito de ter um ensino de qualidade e uma formação que o capacite para o exercício 
profissional, principalmente porque o estágio presencial obrigatório em Serviço Social é parte integrante 
de um complexo de previsões legais, jurídicas, éticas, teóricas, técnicas e políticas.
O CRESS 1ª Região, reconhece o momento de calamidade pública mundial e que todos e todas 
estamos sendo afetados/as de diversas formas pelas crises estruturais e cíclicas do capital, 
principalmente no que tange à precarização das políticas públicas e do trabalho. Mais não se exime de 
defender o Serviço Social enquanto profissão que luta pela garantia de direitos e por uma educação de 
qualidade. Nos somamos à luta dos/das estudantes em Serviço Social por uma formação de qualidade e 
dos/das profissionais, supervisores/as de campo e acadêmicos/as, por um trabalho condigno, tendo em 
todos os espaços sócio ocupacionais a garantia de suas prerrogativas. 
Orientamos que as instituições de ensino, observem os dispositivos das normativas legais, 
Resolução CFESS nº533/2008 e a Portaria do Ministério da Educação Nº544/2020, parágrafo 3º do art. 
1º, que tratam do assunto em questão, e reorganizem seus calendários de modo a contemplar a atividade 
de estágio presencial pós-pandemia para que não prejudiquem seus/as alunos/as e docentes e 
caracterizem a ocorrência de infração ética aos profissionais que atestarem documentos assumindo 
atividades não supervisionadas e não acompanhadas.

CONSELHO REGIONAL DE SERVIÇO SOCIAL – 1ª REGIÃO/ PARÁ

- download disponivel - 

Gestão: Não se render, nem recuar - O CRESS em todo lugar.
24/06/2020
Processo seletivo simplificado 2020
Gestão: Não se render, nem recuar - O CRESS em todo lugar.
22/06/2020
Dia mundial de conscientização da violência contra a pessoa idosa

Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa - 15 de junho
O coletivo CRESS 1ª Região apoia e se insere no combate à violência contra a pessoa idosa.

"Na trama da violência contra a Pessoa Idosa: invisibilidades, negação e poder"

 Campo de atuação dos/das assistentes sociais, a defesa dos direitos da pessoa idosa em uma sociedade cuja democracia ainda é insipiente, se configura um desafio cotidiano nas instituições onde atuamos, assim como, uma busca na vitalização de nosso Projeto Ético e Político, lhe retirando de um campo de pura abstração para lhe inundar de materialidade histórica e tensão, no aqui e agora. Entretanto, vale considerar que não se trata, nestes tempos, de fazer frente à violência contra a pessoa idosa em uma democracia em construção, mas numa “democracia em vertigem”, atacada por um governo neofacista que enxerga, na ampla ação do Estado; na implementação de políticas sociais; na construção de maior justiça; equidade e igualdade social, uma ameaça ao poder econômico de uma necropolítica capitalista que insiste em se fazer contemporânea.
            Nos cabe, portanto, sacar os véus das violências que alcançam a pessoa idosa no Brasil considerando as diferentes regiões na sua geopolítica desigual. A silenciada violência contra a pessoa idosa, passa pelo interesse de despolitizar o debate, vendo, exclusivamente, o envelhecimento, a velhice e a pessoa idosa como assunto privado do interior das famílias como a expressão biológica “natural”. Uma armadilha política que não podemos mais cair se queremos participar de uma ordem democrática e cidadã. Considero isso a matriz da violência contra a pessoa idosa, ou seja, perder de vista que envelhecer, velhice e a cidadania da pessoa idosa são construções sociais tecidas com o protagonismos destes sujeitos de direitos, uma voz e lugar de fala, que se negado, é pura violência  social.
         Outro aspecto que considero importante no reproduzir socialmente da violência contra a pessoa idosa é o que chamo de negação da velhice, o que em tempos de negacionismos políticos e insurgência de terraplanismos, reitera que a velhice é tema da “individualidade” de cada qual. De que é uma decisão pessoal, de que só envelhece quem quer e quem não se cuida, o que culmina no célebre: “ velho/a é o/a outro/a” e na negligência do Estado e da Sociedade nas obrigações em relação aos direitos da Pessoa Idosa.
      Tal aspecto é visceralmente violento, tendo em vista que não pode existir alteridade em relação ao que não existe, portanto, isso reproduz práticas violentas nas ruas, na família, nas organizações, nos espaços públicos, na cidade, nos órgãos públicos, nas políticas sociais e na esfera das relações interpessoais nestas últimas, as subjetividades, vínculos afetivos e dependências silenciam muitas vezes as agressões verbais, físicas, apropriação de proventos e exclusões da participação da vida em família. A não ser quando, a pessoa idosa pode ser um “escravo doméstico” na vida cotidiana das suas famílias.
       Considero ainda, que envelhecer, em si, não é uma refração da questão social. Sendo a velhice heterogênea, só pode ser compreendida como refração da questão social se vista interseccionada com classe, gênero, raça e outras tantas mediações. Aí sim, podemos enxergar o perverso do que significa envelhecer, para a maioria dos/das brasileiras/os numa sociedade estruturalmente desigual e violenta.  
         Segundo a FIOCRUZ, em junho de 2019, mais de 60% das violências contra a pessoa idosa ocorreram nos lares, de acordo com a pesquisadora Maria Cecilia Minayo. Como pode, quando já temos Estatuto da Pessoa Idosa e Politica Nacional da Pessoa Idosa?  Pode, já que, lei e legalidade social são duas coisas distintas da mesma realidade. Entre as leis e a materialidade de seus pressupostos, vai uma distância, que não nos deixa aquietar, é luta diária!  
             E hoje, 15 de junho, que marca o Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa, instituído em 2006 pela Organização das Nações Unidas (ONU), nós, Assistentes Sociais, queremos repudiar toda e qualquer forma de violência contra a pessoa idosa! A presença dessa violência revela muito de nossa sociedade, de nossa humanidade, de nossa capacidade de amar. Cidadania e Amor na construção de uma sociedade inclusiva para as pessoas idosas, esse é meu/nosso desejo!
                                                                                     Texto especialmente produzido e cedido pela Profa. Andréa Mello, para esta publicação.

Gestão 2020/2023
Não se render, nem recuar - o CRESS em todo lugar.

Gestão: Não se render, nem recuar - O CRESS em todo lugar.
15/06/2020
Dia nacional e mundial de combate ao trabalho infantil

A  Exploraçao e super-exploração do Trabalho Infantil  no Brasil e no mundo, ainda é uma realidade cruel e desafiadora para as Instituições/Movimentos/Organizações, que atuam na  sua erradicação. No caso do Brasil, com fortes elementos do período escravocrata, alguns avanços ocorreram, mas ainda insuficientes. Em 2016, o IBGE, ao modificar sua metodologia de coleta de dados, excluiu crianças e adolescentes  que trabalham “para o próprio consumo”, ou seja, considera que a infância que contribui na renda familiar, não estaria nesse contexto de exploração do trabalho infantil.  O que pode ser uma desconexão com a realidade. Essa decisão vai na contra mão dos compromissos do Brasil  para  arradicar até 2025,  A Exploração do  Trabalho infantil em suas formas mais degradantes conforme a Convenção 138 da OIT. 
Como fator agravante, a  ausência/ineficiência de políticas públicas que deveriam investir no combate à desigualdade, na busca da eqüidade , enfrentamento ao racismo , melhoria de condições de moradia digna, renda , acesso a educação, segurança  e saúde de qualidade,  atrasam e inviabilizam  a proteção integral com absoluta prioridade ao desenvolvimento infantil. 
A divida secular com a Infância, a naturalização da violência,  o afastamento cada vez maior da responsabilidade do Estado em relação às  várias  fases do desenvolvimento da criança, acabam traduzindo-se em constantes violações de direitos. Tais dimensões se aprofundam no contexto do atual cenário político. O Fórum Nacional de Erradicação do Trabalho Infantil,  revelou que 94% das crianças nessa situação, são meninas; e 73% destas, são negras.  São dados que desafiam e expõe a urgência no enfrentamento dessa realidade devastadora de futuros. 
Então, mediante todos esse contexto, o Conjunto Cfess/Cress, manifesta  entre suas bandeiras   de lutas a erradicação do Trabalho infantil. É preciso que  cotidianamente as/os profissionais reafirmem  a necessidade de não permitir a invisibilidade das crianças e adolescentes que vivem  em situação de trabalho degradante .   A/o  assistente social  que insere em seus espaços operacionais tantas dimensões, tem  compromisso nesse    enfrentamento e  erradicação do Trabalho Infantil e pode  ser parte da   luta e defesa para a   ampliação de investimentos nos serviços da rede pública,  que priorize os direitos da criança e do/a adolescente, inclusive no aspecto da intersetorialidade.  É fundamental e urgente. A infância não pode esperar.  

“Miséria soa como pilhéria . 
Pra quem tem a barriga cheia, piada séria
Fadiga pra nóis, pra eles férias
Morre a esperança
E tudo isso aos olhos de uma criança (Emicida- O Menino e o Mundo)

Gestão 2020/2023
Não se render,  nem recuar -  o CRESS em todo lugar

Gestão: Não se render, nem recuar - O CRESS em todo lugar.
12/06/2020
PORTARIA 24/2020
Gestão: Não se render, nem recuar - O CRESS em todo lugar.
10/06/2020
PORTARIA 21/2020
Gestão: Não se render, nem recuar - O CRESS em todo lugar.
04/06/2020
Portaria Comissão de Ética 2020
Gestão: Não se render, nem recuar - O CRESS em todo lugar.
03/06/2020
Alteração do nome da estrada yamada
Gestão: Não se render, nem recuar - O CRESS em todo lugar.
31/05/2020
portaria CFESS nº940/2020
Gestão: Não se render, nem recuar - O CRESS em todo lugar.
26/05/2020
Portaria nº 19/2020 ja disponivel
Gestão: Não se render, nem recuar - O CRESS em todo lugar.
25/05/2020
Conheça a nova gestão

Conheça a nova gestão do CRESS-PA, que estará a frente do conselho pelos próximos 3 anos. Agradecemos o apoio de todos/as que nos deram o seu voto de confiança.

Contamos ainda mais com apoio de profissionais de todos os cantos do estado para construirmos juntos uma gestão de qualidade, responsabilidade, ação e transparência. O conselho é feito por todas/os.

Gestão Não se render, nem recuar, o CRESS em todo lugar

Gestão: Não se render, nem recuar - O CRESS em todo lugar.
19/05/2020
encerramento da gestão da seccional de Santarém

Eis que se encerra o ciclo da gestão 2017.2020 “Unidos (as) somos mais fortes, propositivos (as) e atuantes” da Seccional Santarém – CRESS 1ª Região. O coletivo de Assistentes Sociais formado pelos (as) profissionais Adelaine de Jesus, Aldanete Farias, Aldo Paiva, Gorete Silva, Luzimar Sá, e Raimundo Elison Silva, deixa um legado de luta, perseverança e resistência que alcançou a categoria, acadêmicos em Serviço Social, Residentes, Bacharéis e algumas representações de movimentos sociais. Essa construção, mesmo iniciada um ano depois, se fortaleceu diariamente por conta da contribuição de cada uma e cada um quando se dispôs a estar nas reuniões, encontros, seminários, oficinas, rodas de conversa; quando disponibilizou tempo para compor uma comissão temática; quando compartilhou sua história ao contar a história dos 40 anos da Seccional; quando se reuniu com colegas para discutir as condições de trabalho mesmo não atuando no mesmo espaço sócio ocupacional; quando percebeu a importância de nutrir a nossa capacidade de apreensão crítica mediante às demandas postas à profissão e no enfrentamento das expressões da questão social; quando entendeu que o engajamento nas atividades não beneficiava a gestão, mas a categoria. Ser Assistente Social, assim como todo (a) profissional da classe trabalhadora, exige coragem em tempos de manifestações do desmonte estruturado pelo neoliberalismo (com requinte de fascismo), tornando vulneráveis as estruturas que balizam a democracia e ferindo a essência da liberdade. Não recuamos, não recuaremos! Estas fotos é parte do que está nos relatórios anuais de gestão, no acervo do CRESS, na nossa memória, simbolizando a força da nossa luta e a reafirmação de que “unidos (as) somos mais fortes, propositivos (as) e atuantes”. É uma grata demonstração por essa parceria incrível firmada no pensamento coletivo, embasada nos pressupostos, diretrizes e princípios do nosso projeto ético-político, que nos rendeu momentos memoráveis! É o nosso jeito de dizer que contigo foi possível sim, manter acesa a chama da luta! AVANTE!

Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
12/05/2020
Live Especial cress

Nesta quinta-feira iniciamos a nossa programação oficial da semana do/a Assistente Social. Em comemoração a esta data e seguindo todas as determinações dos órgãos competentes, realizaremos a nossa Live Especial com o tema: Identidade e trabalho do/a Assistente Social em tempos de Pandemia.

Uma conversa fundamental para entender os parâmetros de atuação do/ Assistente Social e do Conselho, neste contexto onde profissionais da linha de frente estão sendo culpabilizados em razão do desconhecimento geral em relação a profissão.

Marque na sua agenda e chame os/as amigos/as para este debate com a gente.

Gestão lutar quando a regra é ceder, o CRESS mais perto de você.

Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
11/05/2020
Reunião final com os trabalhadores do cress-pa

A Gestão do CRESS-PA " Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você" está, nesses últimos 30 dias, realizando o processo de transição, com a nova gestão que irá assumir nossa entidade, e também reuniões com funcionários(as) e assessores(as) do CRESS, tudo de forma on-line, respeitando as recomendações da Organização Mundial de Saúde.
.
Neste sábado, dia 09/05/2020 reunimos para nos despedir e agradecer aos(as) trabalhadores(as) que nos ajudaram a construir o CRESS, que há 2 anos e 6 meses, atrás, planejamos e fomos incansáveis na luta para cada materialização do que foi planejado.
.
Obrigada por acreditarem na nossa entidade e profissão, e por nos ajudarem, a cada dia, a entender e compreender que a defesa da classe trabalhadora tem que ser todo dia, independente  do lugar e cargo que possamos assumir. Foi um exercício e aprendizado que levaremos para as nossas vidas pessoais e profissionais.
.
 Nos encontraremos, não tenham dúvidas, nos espaços e movimentos de sonhos e de luta por uma sociedade justa e igualitária, sempre ao lado da classe trabalhadora.

Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você.

Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
09/05/2020
Participe da Semana do/a Assistente Social de 2020

A Semana do/a Assistente Social de 2020 será um pouco diferente. Em virtude da COVID-19 não poderemos nos reunir presencialmente mas a comemoração será ainda mais especial.

Desta vez, a atração principal vai ser você, assistente social, profissional da linha de frente no combate a pandemia. Neste importante momento, queremos parabenizar e exaltar a todas/os profissionais que estão participando ativamente nos seus espaços de trabalho.

Para isso, grave um vídeo de até 30 segundos, e envie para o whatsapp:
(91)98749-2601

Os vídeos serão postados nas redes sociais do CRESS-PA. Participe conosco e ajude a fazer a semana do/assistente social.

Gestão lutar quando a regra é ceder, o CRESS mais perto de você

Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
08/05/2020
Assistente social da área da saúde
Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
07/05/2020
Nota de pesar

O Conselho Regional de Serviço Social da 1ª Região, externa seu profundo pesar pelo falecimento da colega IÊDA LUDOVINA CASTRO, Assistente Social que atuou por mais de 25 anos na Fundação Papa João XXIII, militante e defensora dos Direitos Humanos e que hoje faleceu, vítima da COVID-19. 

Nesse momento de dor, o CRESS-PA presta toda sua solidariedade aos familiares, amigos e colegas de trabalho desta grande profissional.

Gestão Lutar, quando a regra é ceder, o CRESS mais perto de você!

Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
06/05/2020
CRESS-PA EXPLICA: Competências da/o assistente social

Diante dos últimos acontecimentos nas unidades de saúde do Pará, o CRESS expõe as competências dos Assistentes Sociais atuantes na área da saúde, afim de informar e responder questionamentos a este respeito.

O trabalho de Assistentes Sociais na área da saúde segue parâmetros previstos em legislação específica, disponível no site oficial do Conselho Federal de Serviço Social, e tem por finalidade referenciar a intervenção desse profissional. É imprescindível que todas/os profissionais da categoria conheçam e informem colegas e usuários sobre estes parâmetros para que não mais seja imputada à categoria situações que não passam pelas competências da profissão.

Para ter acesso a estes parâmetros acesse:
https://cutt.ly/jylEwEU

Gestão lutar quando a regra é ceder, o CRESS mais perto de você

Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
06/05/2020
Comunicado !!!

O CRESSS Pará 10 Região vem através desta nota se manifestar sobre denúncia publicada no dia 30/04/2020 na página do Diário Online, onde foi noticiado que o filho de um paciente com COVID-19 responsabiliza Assistente Social da UPA de Icoaraci de negligência em não ter atendido solicitação da Central de Regulação para suposta transferência. Em relato, o filho do paciente afirma ter procurado o serviço social de plantão para que autorizasse a transferência e liberasse a ambulância para fazer o translado do paciente e que a mesma não o fez ocasionando a perda de vaga em leito. Diante do relatado informamos que o trabalho de Assistentes Sociais na área da saúde segue parâmetros previstos em legislação específica e tem por finalidade referenciar a intervenção desse profissional. 
Faz-se necessário ratificar que NÃO são de competência deste profissional: 
✓solicitação e regulação de ambulância para remoção e alta; ✓identificação de vagas em outras unidades nas situações de necessidade de transferência hospitalar;
✓ comunicação de boletim médico e de óbito aos familiares.

Na unidade citada na “denuncia”, segundo informações averiguadas, tem um setor específico, denominado CCT (Central de Cadastro e Transferência), composto por 1 enfermeiro e 1 assistente administrativo por plantão, funcionando 24h; neste setor é operacionalizado todas as questões relativas a Cadastro de pacientes na central de leitos (cadastro, atualizações, liberação de leitos via central municipal e estadual). Este setor funciona internamente,articulando com a equipe de assistência composta por médicos e enfermeiros.
As informações necessárias e solicitadas pelas centrais  de leito; quando esse  é liberado, o setor comunica ao Enfermeiro responsável pelo do setor onde está o paciente. A partir desse momento, O Serviço Social é informado pelo setor CCT, mas somente quando o leito já está liberado, para que o assistente social possa então,  acionar/contactar um familiar para acompanha-lo na transferência, quando este fica na unidade sem um acompanhante, como tem sido nos casos dos pacientes com suspeita ou confirmação de COVID-19. 

Dessa forma o Cress Pará, no uso de suas atribuições, refere estar atento a quaisquer tentativa de imputar à profissão, responsabilidades, que por vezes, são das instituições, assim como reafirma a defesa da profissão e dos/as assistentes sociais, desde que esse exercício profissional resguarde os princípios do código de ética e a lei de regulamentação profissional.
 Por isso, nossa solidariedade  a estes profissionais que estão no front do combate ao COVID-19 e reafirmamos que cabe ao Conselho o papel de receber e averiguar tais denúncias, resguardando  sempre o aspecto pedagógico de qualquer julgamento ético, bem como o sigilo dos fatos e nomes dos envolvidos. 
  Portanto, exigimos o direito de resposta desta profissional e de qualquer uma/um assistente social que se seja acusado/a de modo parcial,  sem o legítimo  direito de defesa. Defendemos a democracia e a possibilidade de ampla defesa. Sempre!

Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
05/05/2020
Ponto facultativo no dia 01 de maio - Portaria nº18
Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
29/04/2020
Nota de repúdio contra a extinção da sejudh

O CRESS-PA vem a público manifestar total repúdio ao PROJETO DE LEI nº. 44/2020, de 06 de março de 2020, de autoria do Poder Executivo, que visa a extinção da SEJUDH, num momento em que todos estamos vivendo um cenário sem precedentes, diante da pandemia da COVID 19.

A SEJUDH é uma conquista histórica para o Estado do Pará, sendo um dos primeiros órgãos do executivo a ser criado, alavancada por movimentos sociais, devido as violações aos direitos humanos, vivenciadas no Estado. 

A política pública de Direitos Humanos é protegida pelo direito internacional com base maior na Declaração Universal dos Direitos Humanos (ONU, 1948), obrigando os governos a se comprometerem com a defesa intransigente desses direitos, desta forma, a transferência das atividades de direitos humanos da SEJUDH para a SEASTER-DH é um duro golpe na política de Direitos Humanos no Pará. 

Um dos princípios do do Código de Ética do(a) Assistente Social é a defesa intransigente dos Direitos Humanos, e não poderíamos nos furtar em denunciar tal ato do governo do Estado.

Nós, do CRESS-PA em conjunto com os servidores e servidoras efetivos (as) da SEJUDH, repudiamos o Projeto de Lei nº. 44/2020, em defesa da permanência da política de direitos humanos do Estado do Pará, na SEJUDH, com uma gestão que coadune com todo o arcabouço histórico dessa importante política, preservada na Declaração Universal dos Direitos Humanos, pois consideramos que mudar de secretaria não é estratégico para o fortalecimento dessa política, que sofre um grande ataque na atual conjuntura das três esferas administrativas e, assim, o que apontamos como necessidade é o fortalecimento da política e não o extermínio da mesma, a qual vem sendo executada no contexto da justiça na maioria dos Estados brasileiros, sendo algo fora de contexto juntá-la a uma secretaria adversa na temática. 

Diante das exposições acima, desejamos estabelecer um canal de diálogo democrático, no que recorremos a toda a sociedade, especialmente ao movimento social organizado, para que com vossas atuações possamos sustar a aprovação do referido PL, já que se revela nocivo à sociedade e um retrocesso sem precedentes em todos os aspectos. O CRESS-PA em conjunto com a Comissão de Servidores da SEJUDH, constituída para tratar do pleito em questão, em defesa da política pública dos direitos humanos na Amazônia e no Estado do Pará, se coloca à disposição para o diálogo.

Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
27/04/2020
Entrevista #tbt

Perdeu a entrevista da Maria Rocha, presidente do CRESS-PA no Bom Dia Pará desta segunda? Não tem problema. Assista a matéria na íntegra através do link abaixo:

https://globoplay.globo.com/v/8477627/programa/

A entrevista tratou da importância da atuação da/o Assistente Social na área da saúde e tirou dúvidas sobre o fundamental trabalho da categoria na conjuntura da Pandemia de COVID-19.

Aproveite, assista e tire suas dúvidas.

Gestão lutar quando a regra é ceder, o CRESS mais perto de você

Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
16/04/2020
Portaria n07 - Pontofacultativo nos dias 20 e 21 de abril
Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
16/04/2020
Tire suas duvidas sobre a portaria Nº639/2020 DO MINISTÉRIO DA SAUDE

Um dos objetivos da ação do ministério da saúde é o cadastramento de profissionais para a ajuda no combate a doença, usando deste cadastro para a convocação conforme a situação demandar.

Diante da dura realidade da Pandemia de COVID-19 o ministério da saúde lançou a portaria nº639/2020. Após conversas entre o ministério, o CFESS e os demais conselhos federais, algumas orientações estão sendo passadas as/aos profissionais, portanto, fique atenta/o, o CRESS fará uma série de publicações em suas redes sociais, para enfatizar e informar a esse respeito.

Marque nos comentários aquele/a colega que também precisa estar por dentro.

Gestão lutar quando a regra é ceder, o CRESS mais perto de você

Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
13/04/2020
Contratação para o hospital de campanha de santarém

O CRESS Pará tomou conhecimento, através das mídias sociais, do edital de contratação de profissionais para o Hospital de Campanha, no combate ao covid-19, em Santarém, e repudia a falta de isonomia salarial entre as profissões, principalmente ao valor apresentado ao cargo de Assistente Social.

Informamos a categoria, que por um comprometimento político com a nossa profissão, a assessoria jurídica do CRESS-PA está trabalhando para cobrar a imediata retificação do edital, tanto por parte da empresa, como pelo governo do Estado do Pará.
Ressaltamos ainda, que essa é uma demanda real sindical, como tantas que chegam ao nosso  Conselho, e precisam da efetiva  incidência dos Sindicatos.

Gestão lutar quando a regra é ceder, o CRESS mais perto de você

Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
13/04/2020
2ª LIVE ESPECIAL CRESS -PA

O CRESS-PA convida nossa categoria para a nossa segunda live que discutirá a política de assistência social em tempos de pandemia, e que contará com a presença de duas trabalhadoras da Assistência Social. O objetivo é discutir com a nossa categoria a realidade vivenciada e as formas de enfrentamento, e assim trocar experiências com a nossa categoria profissional. Vem com a gente e não perde essa live porque vai ser paid'egua!

Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
13/04/2020
Ponto facultativo no dia 10 de abril de 2020
Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
09/04/2020
Assistente social não comunica óbito

O Conselho Regional de Serviço Social da Pará vem a público informar a sociedade que NÃO é atribuição do(a) Assistente Social a comunicação do óbito, em nenhuma conjuntura e hipótese, pois a família tem o direito de receber informações sobre as causas do óbito, o que não se enquadra nas competências e atividades privativas dos/das assistentes sociais.
.
 O Ministério da Saúde publicou um protocolo de manejo de corpos durante a pandemia do Coronavírus, e no documento consta que  a "comunicação de óbito" (p. 06) e a "entrega da via amarela  aos familiares/responsáveis e os demais procedimentos administrativos realizados pelo serviço social [...]" (p. 13), e outras orientações, sem ao menos uma fonte científica, normativa e bibliográfica, que incluem assistentes sociais.  
.
A(O) Assistente Social, em caso de óbito, é responsável pelo acolhimento e assistência à família, relacionada a assistência funerária, orientações ligadas a benefícios e direitos referentes a essa situação, relacionados à previdência social, seguro social, dentre outras garantias de direitos.

O Comitê de Crise do CRESS-PA solicita que a categoria profissional denuncie toda e qualquer determinação e orientação, nos ambientes de trabalho, que estejam em desacordo com Lei de Regulamentação da profissão (N° 8.662/93) e Código de Ética, para as providências cabíveis. 
.
E-mail: orientacovid@cress-pa.org.br

Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você.
.
O CRESS somos todas(os) nós!

Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
30/03/2020
Recomendaação sobre as Condições de trabalho do/a assistente social
Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
21/03/2020
cress contra o corona virus
Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
18/03/2020
Resultado Oficial

Na manhã desta sexta, 13 de março de 2020, a Comissão Nacional Eleitoral divulgou o resultado oficial das eleições para o conjunto CFESS-CRESS referentes ao triênio 2020-2023.

Com 1039 votos, uma das maiores participações de profissionais entre todos os CRESS do Brasil, o processo eleitoral para a escolha da nova gestão foi um sucesso.

Foram 1029 votos válidos e destes, 59,87% elegeram a Chapa 1 "Não  se render nem recuar, o CRESS em todo lugar" para a nova gestão do conselho.

Em Santarém, 148 profissionais votaram, uma das maiores participações em todo o norte do país. Deste total, 52,03% elegeu a chapa "Respeito e valorização profissional" para a nova gestão da seccional. 

Agradecemos a massiva participação das/os assistentes sociais nestas eleições, entendendo o importante papel das/os profissionais no processo democrático. 

Agradecemos também a CRE que conduziu esta eleição de forma exemplar, com cuidado, dedicação e profissionalismo.

E também às/aos componentes das duas chapas concorrentes, que fizeram uma campanha limpa e dedicada a melhorar cada vez mais a realidade do Serviço Social no Pará. 

Gestão: Lutar quando a regra é ceder, o CRESS mais perto de você.

Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
13/03/2020
DIPS JA DISPONIVEL AQUI
Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
02/03/2020
ATA DE REUNIAO COMISSÃO ELEITORAL
Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
18/02/2020
Inscrição Projeto ondas Formativas ja disponivel

Esse é o projeto Ondas Formativas do CRESS 1 Região, que visa dar materialidade a política de Educação permanente do conjunto CFESS-CRESS respondendo as demandas da categoria profissional no Estado do Pará. 

Serão disponibilizadas 40 vagas, dessas, 30 serão para profissionais e 10 para estudantes.

Para realizar sua inscrição clique no link a seguir:


https://www.cress-pa.org.br/formulariocress

Participem! Esse é o CRESS mais perto de você!

Gestão: Lutar quando a regra é ceder, o CRESS mais perto de você.

Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
17/02/2020
Ponto Facultativo , Portaria Nº06/2020
Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
17/02/2020
Pré-encontro estadual antimanicomial

O Movimento Paraense da Luta Antimanicomial – MLA/PARENILA, CRESS 1ª Regiao e CRP 10, convidam a todos/as para participarem do Pré-Encontro Estadual Antimanicomial, no próximo dia 12/02/2020. 

Os pré-encontros estão sendo organizados com objetivo de construir coletivamente o Encontro Estadual Antimanicomial, que ocorrerá no mês de maio. 

O Encontro Estadual tem como objetivo  sensibilizar a sociedade paraense para o debate sobre o tema da loucura e suas implicações na vida em sociedade, bem como proporcionar momento de encontros entre os serviços de mental e outras interfaces necessárias ao processo de cuidar numa perspectiva antimanicomial.

Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
11/02/2020
Portaria nº 05/2020

AÇÕES INTERNAS ÀS SEXTAS FEIRAS

O conselho pleno na data de 08 de fevereiro deliberou que as atividades do Cress-Pa nas sexta-feira serão destinadas à realização de atividades internas e esta decisão foi motivada pela necessidade de adaptação das funcionárias aos novos sistemas implantados e atenção a atividades que em decorrência da alta demanda diária não são possíveis de serem executadas com a agilidade que requerem, como a análise minuciosa de processos de renegociação e inscrição de novos profissionais. Gestão Lutar quando a regra é ceder 

Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
11/02/2020
Lista completa de profissionais aptas/os a votar

Todos os/as profissionais que estiverem adimplentes com o CRESS, como determina o artigo 13 da Lei 8662/93, estão aptos a participar das eleições do conjunto CFESS-CRESS 2020.

Acesse a listagem no link abaixo:


Lista ja Disponivel 

Caso o seu o nome não conste na listagem, por favor, entre em contato com o CRESS pelo Whatsapp: (91)3246-6987

pelo e-mail: secretaria@cress-pa.org.br

ou presencialmente, de segunda a quinta das 08h às 14h

Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
10/02/2020
Novo lote de DIPS DISPONIVEL
Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
03/02/2020
Reunião do Conselho Pleno do CRESS-1ª Região

No dia 31 de janeiro de 2020 o Conselho pleno do CRESS esteve reunido para a realização de dois julgamentos de possíveis infrações éticas. O rito processual seguiu a resolução 660 de 2013, trata-se de um julgamento regido por preceitos pedagógicos, visando a orientação aos profissionais e a defesa da profissão. As  denúncias foram   consideradas procedentes parcialmente e foram aplicadas  penalidades previstas no Código de Ética Profissional. A gestão lutar quando a regra é ceder afirma seu compromisso na fiscalização e orientação do exercício profissional e o faz de forma a contribuir para construção de uma nova sociabilidade.
"Lutar Quando a Regra é Ceder: o CRESS mais perto de você." Gestão 2017-2020.

Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
03/02/2020
Portaria N° 02/2020
Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
31/01/2020
LISTAS DOS DIPS QUE SERÃO ENTREGUE
Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
30/01/2020
Prêmio Stela Menezes 2020
Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
27/01/2020
Reunião do grupo de trabalho da saúde
Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
14/01/2020
Será que eu posso votar?
Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
13/01/2020
Portaria Nº01/2020
Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
08/01/2020
2ª Assembléia Geral
Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
04/12/2019
Anuidades 2020
Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
20/11/2019
Nomeação da Comissão Eleitoral
Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
19/11/2019
II Assembléia Ordinária do CRESS-PA!  DIA 24/10/2019

Participem da II Assembléia Ordinária do CRESS-PA! 
DIA 24/10/2019
HORÁRIO: Primeira chamada às 16h e a segunda chamada às 16:30 
Pauta: Aprovação do planejamento orçamentário para o ano de 2020
Anuidade 2020
Apresentação do relatório da Comissão de Orientação e Fiscalização
Indicação da comissão regional eleitoral

Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
22/10/2019
Portaria nº16/2019
Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
09/10/2019
URGENTE !!!

O CRESS-PA/1ª Região recebe com indignação e preocupação o veto do presidencial publicado no D.O.U. de 09/10/19, em referência ao Projeto de Lei 3.688/00, o qual versa sobre a inserção de Assistentes Sociais e Psicólogos nas escolas. Diante de um quadro de acirramento das expressões da questão social em todos os âmbitos da sociedade, inclusive nas escolas, é irresponsável o veto ao projeto de lei que garantia a presença de profissionais tão importantes no processo de educação ampliada e inclusiva, e primava por um atendimento multiprofissional não apenas aos alunos, mas às suas famílias. Diante desta situação, e considerando a importância do exercício profissional do Serviço Social para a sociedade, nós não vamos calar e faremos mobilização para que a Câmara derrube o veto presidencial. Precisamos de todos(as) vocês! Perdemos uma batalha, mas estamos firmes e fortes nessa luta.
Gestão Lutar quando a regra é Ceder: O CRESS mais perto de você!

Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
09/10/2019
Eleições do Conselho Tutelar 2019

Em dia 06 de outubro teremos eleição para escolha de Conselheiro(a) Tutelar em todo o Brasil, para um mandato de 4 anos. É necessário que ressaltemos a importância dos Conselhos Tutelares para a defesa e garantia dos direitos de crianças e adolescentes, conforme preceituam nossas normativas jurídicas.

No entanto, em uma conjuntura de expropriação de direitos, com ameaças reais ao Estatuto da Criança e do Adolescente, como é o caso das campanhas para redução da maioridade penal, da formulação de leis que evidenciam a retirada precoce de crianças de suas famílias de origem e outras mudanças que caminham no sentido contrário ao da proteção, as quais visam a judicialização e a criminalização das relações sociais, há que se ter muito cuidado, pois podem desencadear atuações profissionais disciplinadoras e punitivas.

Diante desse cenário, é importante que façamos nosso exercício de cidadania, não apenas comparecendo às urnas e votando, mas principalmente escolhendo candidatos/as que tenham histórico de atuação na área da infância e juventude, que reconheçam as diretrizes e direitos inalienáveis destes sujeitos de direitos e cuja conduta seja embasada pela defesa intransigente dos direitos humanos.

Ressalte-se que o CONSELHO TUTELAR, por meio de seus/suas representantes (Art. 131-ECA), zela pelo cumprimento do ECA, ou seja, em casos de violação do Art. 98, aplicam-se as Medidas de Proteção recomendadas nos Artigos 101 ou 129.
Não confunda! Conselheiro/a Tutelar age para defender e atuar na garantia dos direitos de crianças e adolescentes e não para representar interesses particulares e de terceiros. A autonomia é um dos princípios a serem observados!

OBS: Aos(Às) Assistentes Sociais que estão concorrendo ao cargo de conselheiro/a tutelar, desejamos  sucesso e lembramos da importância de observar as diferenças entre o exercício profissional de assistente social e a atuação como conselheiro(a) tutelar. Fique atento(a)!

Gestão 2017-2020: Lutar Quando a Regra é Ceder, o CRESS Mais Perto de Você!

Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
04/10/2019
Temporariamente sem contato telefônico

Informamos a todos/as, que devido as fortes chuvas que atingiram a capital paraense ontem, 24/09, o atendimento telefônico do CRESS-PA encontra-se, temporariamente, inativo. Estamos aguardando o serviço de manutenção da operadora para que possamos retornar ao funcionamento normal por telefone o mais breve possível.

Porém, os atendimentos presenciais; via e-mail e chats das redes sociais, seguem acontecendo normalmente.

Desde já agradecemos a compreensão de todas/os.

Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
25/09/2019
48º Encontro Nacional CFESS-CRESS

A manhã de domingo (8/9) foi de trabalho intenso para assistentes sociais que participaram do 48º Encontro Nacional CFESS-CRESS. O evento, que é o fórum máximo deliberativo de assistentes sociais no país, realizou a plenária final em Belém (PA), com a votação das indicações de prioridades de ação em cada eixo temático para as gestões dos Conselhos em 2020.

 

Em 2019, o tema do evento foi "A voz resiste, a fala insiste. Quem viver verá!", em referência à música Não leve flores, de Belchior.  De acordo com a metodologia de trabalho do evento, organizada para o triênio 2017-2020, esta edição do Encontro Nacional teve a tarefa de avaliar as ações planejadas em 2017, seu cumprimento, dificuldades e desafios em cada eixo temático (orientação/fiscalização profissional, comunicação, ética/direitos humanos, seguridade social, formação/relações internacionais e administrativo-financeiro). Os/As participantes também aprovaram moções, que serão divulgadas em breve juntamente com o relatório final do evento.

 

O evento reuniu cerca de 300 participantes, dentre representantes das direções dos CRESS, CFESS e assistentes sociais de base, eleitos/as em assembleias promovidas pelos Regionais, além de trabalhadores/as das instituições. O 48º Encontro Nacional foi antecedido por mais uma edição do projeto ‘SUAS de ponta a ponta’ na capital paraense, e que continuará rodando pelo país (saiba mais e acompanhe as próximas edições). Além disso, a plenária sobre o Código Eleitoral, realizada durante o Encontro, também trouxe novidades (clique para saber).

Carta de Belém

 

Em todo Encontro Nacional, a plenária final aprova um documento político, com a síntese das reflexões e posicionamento da categoria, elaborado por uma comissão escolhida para essa função. Em 2019, a Carta de Belém (clique aqui para ler), foi lida pelo grupo de assistentes sociais  que a elaboraram, destacando a defesa da preservação da Amazônia, reafirmando a necessidade urgente da reforma agrária e pela demarcação das terras dos povos originários (indígenas, quilombolas) e a defesa dos direitos da população brasileira.

 

Dia do/a Assistente Social 2020

 

A categoria deliberou e aprovou também a temática para as comemorações do Dia do/a Assistente Social 2020: A valorização do Serviço Social no contexto de ataque às liberdades democráticas e aos direitos, com ênfase na dimensão pedagógica do trabalho profissional na organização popular e na luta antirracista. A partir deste tema, será desenvolvida uma campanha e um slogan especialmente para a data.

Participantes avaliam
 

Para a presidente do CRESS-RJ, Dácia Teles, a delegação do estado fez uma avaliação positiva do evento, mas entende que ainda é preciso avançar, de modo que, em 2020, no novo planejamento de ações para o triênio seguinte, os resultados da etapa de avaliação deste Encontro Nacional sejam transformados em ações concretas.

 

Segundo a presidente da Abepss, Esther Lemos, “construir uma pauta que una e dê uma direção democrática e de luta contra os retrocessos e a precarização da formação em todo o país é um grande desafio. Nesse sentido, o projeto Abepss Itinerante está aberto à participação e à contribuição da categoria para o fortalecimento dos debates e da formação profissional”.

 

A presidente do CRESS-BA, Dilma Franclin, ressaltou a importância da convocação que o 48º Encontro Nacional fez a cada profissional na conjuntura atual: “a luta em defesa da categoria de assistentes sociais, mas também dos direitos da população brasileira, seguirá aguerrida, com o enfrentamento histórico que o Serviço Social defende e continuará defendendo”.

 

Na mesa de encerramento, a presidente do CRESS-PA, Maria Rocha, definiu o evento como um momento ímpar para a profissão. “Como região amazônica, a gente se sente contemplado com o peso da Carta de Belém, diante dos desafios que temos para a profissão nessa conjuntura dos últimos anos e frente aos recentes acontecimentos em nossa região. Seguimos na defesa intransigente dos direitos humanos”, concluiu a conselheira.

 

Josiane Soares, presidente do CFESS, enfatizou os desafios que o Encontro Nacional indica como prioridades para os últimos meses das gestões atuais (2017-2020) e para as próximas, que serão eleitas no próximo ano. Destacou ainda a realização do 16º Congresso Brasileiro de Assistentes Sociais (CBAS), que ocorrerá de 30 de outubro a 3 de novembro em Brasília (DF) (clique aqui e saiba mais).

 

“Foi assertivo o evento ter ocorrido na Amazônia, uma região com tantas lutas para assistentes sociais que aqui atuam, mas também para a população brasileira; aprovamos as alterações do Código Eleitoral e temos o desafio de promover um processo eleitoral de forma segura e transparente em 2020. Continuamos em nossas lutas!”, completou Josiane Soares.

Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
10/09/2019
Possivel compra de nova sede - prazo prorrogado para até as 12h de 06/09
Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
03/09/2019
Amazônia fica ! Amazônia Resiste!
Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
29/08/2019
GREVE TJPA
Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
28/08/2019
XI CONFERÊNCIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL DE BELÉM

XI CONFERÊNCIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL DE BELÉM 

“ASSISTÊNCIA SOCIAL: direito do povo com financiamento público e participação social”

As Conferências de Assistência Social foram uma importante conquista para a democracia brasileira, pois são espaços onde todos os sujeitos envolvidos nas diferentes etapas da Política de Assistência Social podem debater democraticamente o seu destino. Os usuários pela primeira vez foram incluídos como sujeitos ativos nesse processo.

Desde 2017, sob efeito da EC 95/2016 a Assistência Social vem sofrendo um duro ataque, tendo seu orçamento drasticamente reduzido, afetando as estruturas das unidades de assistência social e a organização dos serviços e ações continuados. Uma situação que torna-se explosiva diante do aumento da vulnerabilidade do desemprego e do aumento da desigualdade no país. Sofrem as/o usuárias/o que não encontram a saída que precisam e sofrem as/os trabalhadoras/es que se veem pressionados com a precarização dos espaços de trabalho.

Diante deste quadro, estava previsto a realização extraordinária da XII Conferência Nacional de Assistência Social que, no entanto, teve revogado sua convocação pelo Ministério da Cidadania, num claro boicote ao debate público sobre as dificuldades que vem passando a assistência sócia no Brasil.

Desta forma, entendendo a importância deste espaço democrático, organizações e movimentos da sociedade civil resolveram realizar a Conferência Nacional Democrática de Assistência Social (CNDAS) para que fosse garantido o espaço de debate e avaliação dos novos desafios para a política de assistência social no Brasil. Assim, o  Conselho Municipal de Assistência Social de Belém (CMAS) em conjunto com a Prefeitura municipal, dentro de suas prerrogativas estabelecidas na lei, seguindo orientações do Conselho Estadual de Assistência Social (CEAS) convocam a XI Conferência Municipal de Assistência Social de Belém que se realizará em 27 de Agosto das 8h às 17:30, na faculdade UNIFAMAZ localizada na Av. Visconde de Souza Franco nº 72, tendo como tema “Assistência Social: Direito do povo com financiamento público e participação social.” 

A conferência terá inscrições por e-mail através do endereço conselho.belem@gmail.com devendo os inscritos indicar o seguimento a que pertence: Usuários (as) do SUAS, Trabalhadores (ras) do SUAS, entidade da Rede Socioassistencial e representação Governamental.

Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
22/08/2019
Provável Aquisição de Novo Prédio 20/AGO/2019
Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
20/08/2019
Direção e Coordenação de Curso de Serviço Social

Atenção! 
Dirigir e coordenar curso de Serviço Social é atribuição privativa do(a) Assistente social (ART. 5, inciso VII, lei de regulamentação profissional N° 8.662/93). Se o(a) coordenador(a) do curso de graduação e pós graduação em Serviço Social não for assistente social, entre em contato com o CRESS ou encaminhe um e-mail para fiscalizacao@cress-pa.org.br
Por uma formação qualificada, pela pela regulamentação da profissão, o CRESS mais perto de você defende nossa profissão e está de olho em tais irregularidades.

Gestão 2017-2020: Lutar quando a regra é ceder o CRESS mais perto de você

Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
17/08/2019
DIPS JA DISPONIVEL

Informamos que o novo lote do Documento de Identidade Profissional - DIP, já encontra-se disponível.

Solicitamos que os(as) profissionais encaminhem para o e-mail 
dip@cress-pa.org.br a atualização de seus endereços, com cópia do comprovante de residência, para que possamos encaminhar, via Correios, o Documento de Identificação Profissional.

Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
14/08/2019
Portaria Nº15/2019 - CRESS-PA
Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
14/08/2019
Portaria Nº13/2019 - CRESS-PA
Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
29/07/2019
1ª Assembleia geral ordinária 2019
Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
11/07/2019
curso ética em movimento

De 26 a 29 de Junho de 2019, na Faculdade FINAMA, aconteceu o Curso de Capacitação para Agentes Multiplicadores/as do Ética em Movimento  que faz parte da política formativa do conjunto CFESS-CRESS. O processo de construção metodológico do curso permitiu um percurso filosófico, teórico-conceitual, análise da conjuntura política, social, econômica e cultural nas baias do capitalismo contemporâneo que resgata os desafios do Serviço Social em sua história, reafirmando o projeto ético- político da profissão na sociedade Brasileira.

A base que fundamenta o curso percorre o debate da ética na história, nos processos de trabalho profissional, na relação com os direitos humanos e com os instrumentos processuais utilizados nos atos e ritos de materialidade do código de ética e demais instrumentos normativos da profissão.

O curso se desdobra como efeito do contrato e legitimação das escolhas e decisões da categoria a partir das deliberações dos Encontros Nacionais do conjunto CFESS-CRESS.

O CRESS 1ª Região, através da Agente Multiplicadora Rosiane Souza desenvolveu o curso com um público específico, essa primeira versão do curso ética em movimento em 2019 foi realizada com conselheiros/as, agentes fiscais e assistentes sociais que compõe as comissões temáticas e permanentes do CRESS- Pará.  

O desafio de multiplicar o curso no cenário da Amazônia Paraense em um contexto de adversidades no processo de formação acadêmica; de inserção da categoria no campo das políticas públicas e sociais; no aumento considerável do número de profissionais inscritos/as; no trabalho e rotina incessante de orientação e fiscalização e das crescentes denúncias éticas no âmbito do CRESS -1ª Região, demandas legítimas das comissões temáticas e regimentais do CRESS.

A Assistente Social Janete Araújo participante do curso nos diz: “Esse curso ética em movimento foi muito oportuno pela conjuntura que estamos vivendo no país e que nos causa uma sensação de impotência, ele nos deu um fôlego, me senti renovada, estávamos precisando; parabéns a essa gestão do CRESS pela contribuição ao exercício profissional, pela capacitação para o enfrentamento das duras batalhas que enfrentamos no cotidiano profissional”. 

O curso contou ainda com a participação do assessor jurídico do CRESS 1ª Região Gabriel Rodrigues no módulo que trata dos instrumentos processuais. 

Para conselheira Geice Cordeiro participante do curso: “a metodologia, a didática nos levou a questionamentos internalizados sobre a democracia, a liberdade, a emancipação humana; o curso me fez repensar o cotidiano profissional; o aprendizado foi intenso, o que mais marcou do curso foi o lugar da ética como elemento fundamental ao exercício profissional, mais ainda, sobre as questões do sigilo, irracionalismo, os aspectos conservadores e neoconservadores ainda tão arraigados no seio da sociedade e na própria profissão. Esse curso me deu a certeza de estou no lugar certo profissionalmente”.

A Gestão “Lutar Quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você” informa que ainda terão outros desdobramentos do curso esse ano, contemplando alguns NUCRESS e instituições atendendo as demandas da categoria em um debate fundamental para o fortalecimento da profissão no Estado do Pará. 

A conselheira Rosiane Souza agente multiplicadora do curso relata que o mesmo possibilita troca de saberes, renova os laços, nos implica como sujeitos históricos, ético-moral, potencializa a adesão ao projeto ético-político da profissão, constrói a processualidade histórica de um código de ética, fruto de uma virada que marca a ousadia da profissão no contexto da luta de classes, da defesa intransigente dos direitos humanos e de políticas sociais destinadas à classe trabalhadora. O curso é de uma grandeza que indica que os/as assistentes sociais estão vivos/as, atentos/as e aguerridos/as em um tempo histórico de retrocessos e desmontes.

Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
09/07/2019
RODA DE CONVERSA COM O TEMA "DESMONTE DA SEGURIDADE SOCIAL: O MOMENTO É DE RESISTÊNCIA E CONTINUIDADE DA OFICINA DE INSTRUMENTALIDADE DO SERVIÇO SOCIAL - REGIÃO RIO CAPIM

EVENTO: RODA DE CONVERSA COM O TEMA "DESMONTE DA SEGURIDADE SOCIAL: O MOMENTO É DE RESISTÊNCIA E CONTINUIDADE DA OFICINA DE  
INSTRUMENTALIDADE DO SERVIÇO SOCIAL - REGIÃO RIO CAPIM
LOCAL: ULIANÓPOLIS - PA
DATA: 06 DE JULHO DE 2019.
PARTICIPANTES:  MÉDIA DE 15 PARTICIPANTES, ENTRE PROFISSIONAIS E ACADÊMICOS DE SERVIÇO SOCIAL.

Histórico: Registros da Roda de Conversa com o tema "Desmonte da Seguridade Social: O momento é de resistência!" realizada no dia 06 de julho de 2019, no município de Ulianópolis.O Evento contou ainda com a continuidade da Oficina de Instrumentalidade do Serviço social.


NUCRESS SOMOS TODOS NÓS!

Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
06/07/2019
Portaria de Expediente
Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
04/07/2019
Convocação dos Aprovados
Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
04/07/2019
DIPS JA DISPONIVEL
Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
03/07/2019
Seminário Habitação na Amazônia: Particularidades e Desafios ao Trabalho Profissional do Assistente Social.

Está aberto o período de submissão de trabalhos para o "Seminário Habitação na Amazônia: particularidades e desafios ao trabalho profissional do assistente social", evento que é realizado em parceria com o CRESS-PA e conta com financiamento da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação da UFPA e que irá ocorrer entre os dias 18 e 20 de setembro, na Universidade Federal do Pará (UFPA). Com inscrições gratuitas, a programação contará com o lançamento da coletânea Habitação e Serviço Social: dimensões teóricas, históricas e metodológicas, de Joana Valente Santana. O prazo para a submissão de trabalhos termina no dia 15 de julho, e os resumos deverão ser enviados através do e-mail gepcihab@gmail.com.

Por visar à socialização da produção do conhecimento, promover a troca de experiências profissionais e a intervenção profissional em favor dos direitos humanos, o seminário pretende ser um espaço voltado para a troca de conhecimentos entre pesquisadores, profissionais que atuam na área social, estudantes de graduação e de pós-graduação que atuem ou pesquisem a temática habitacional na Amazônia.

De acordo com a coordenadora do Grupo de pesquisa “Cidade, Habitação e Espaço Humano”, professora Joana Valente, historicamente, a Região Amazônica tem sido um lugar de produção e reprodução da desigualdade social e econômica, em virtude da exploração de suas riquezas naturais, e, neste sentido, a questão da habitação tem sido agravada com a escassez de políticas públicas e o alto índice de inadequação habitacional, com destaque para a carência de infraestrutura em pequenas, médias e grandes cidades.

"Acreditamos que a realização do seminário, na conjuntura atual no Brasil, é uma forma de resistência em defesa da produção do conhecimento, mediante a formação de recursos humanos qualificados, que se voltam para a intervenção profissional comprometida com a sociedade brasileira”, ressalta a professora Joana Valente.

As inscrições para ouvinte são gratuitas e estendem-se até o dia do evento. Já o prazo para submissão de trabalhos será até o dia 15 de julho de 2019. Os interessados em participar da apresentação de trabalhos devem submeter seus resumos expandidos diretamente pelo e-mail do evento.

Submissão de trabalhos - Os autores deverão indicar, no momento da submissão, a modalidade temática de seus trabalhos, sendo possível escolher entre comunicação científica e/ou relatórios de experiência, desde que siga os seguintes eixos: Serviço Social, política urbana e habitacional; Habitação e pequenas cidades na Amazônia; Planejamento urbano, habitação e cidades; Lutas sociais pelo direito à cidadania na Amazônia; Questões agrária, urbana, ambiental e Serviço Social.

A submissão on-line deve ser realizada por meio do e-mail gepcihab@gmail.com. O texto deve ser devidamente revisado antes da submissão. Somente serão aceitos os textos que obedecerem às diretrizes para submissão dos trabalhos. Os autores que tiverem seu resumo expandido aprovado serão comunicados via e-mail, até o dia 15 de agosto de 2019. Para mais informações sobre o modelo a ser seguido para a submissão de resumo expandido, acesse aqui.

Livro - Com uma leitura discursiva, a coletânea Habitação e Serviço Social: dimensões teóricas, históricas e metodológicas, organizada por Joana Valente, busca contribuir para a formação e o trabalho profissional em Serviço Social, particularmente na área da questão urbana e habitacional.

“O livro pretende colaborar com o debate entre pesquisadores que estudam a questão urbana e habitacional articulada à formação e ao trabalho profissional em Serviço Social, com enfoque nos fundamentos teórico-metodológicos do trabalho profissional; na trajetória histórica do Serviço Social em diferentes momentos históricos da política habitacional brasileira, com registro de experiências profissionais, bem como as resistências pelo direito à cidade e os desafios ao Serviço Social”, expõe Joana Valente

GEP-CIHAB - Criado em 2011 e vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Serviço Social da UFPA, o grupo estuda as contradições socioespaciais inerentes à cidade capitalista, particularmente as desigualdades do acesso pelas frações da classe trabalhadora aos bens e aos serviços produzidos na sociedade, principalmente em relação à habitação. Busca apreender os elementos universais, singulares e particulares dessas contradições nas cidades da Amazônia e desenvolve estudos sobre as políticas urbanas e habitacionais, com vista à democratização do acesso a essas políticas, bem como a intervenção profissional do assistente social nessa área.

O grupo também investiga teorias e métodos de projeto habitacional que levem em consideração a subjetividade do usuário na produção do espaço da moradia. Participam do grupo docentes de Serviço Social, Geografia e Arquitetura e Urbanismo, técnicos/pesquisadores da Companhia de Habitação do Estado do Pará e da FASE/Amazônia e discentes de pós-graduação, graduação e iniciação científica.

Serviços:
Seminário Habitação na Amazônia: particularidades e desafios ao trabalho profissional do assistente social”
Data: de 18 a 20 de setembro de 2019
Local: Auditório José Vicente Miranda/ICJ/UFPA, Campus Guamá
Inscrições: O prazo para submissão de trabalhos é até o dia 15 de julho
Normas para a submissão de resumo expandido, disponíveis aqui
Para mais informações, acesse o site do evento.

Clique aqui 

Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
02/07/2019
Residência multiprofissional é pauta de reunião do CRESS 1° região, com a pró-reitoria de pesquisa e pós-graduação da Universidade do Estado do Pará - UEPA
Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
12/06/2019
SEMANA DO ASSISTENTE SOCIAL - REGIÃO RIO CAPIM

EVENTO: SEMANA DO ASSISTENTE SOCIAL - REGIÃO RIO CAPIM
LOCAL: PARAGOMINAS - PA
DATA: 24 E 25 DE MAIO DE 2019.
PARTICIPANTES:  MÉDIA DE 114 PARTICIPANTES, ENTRE PROFISSIONAIS, BACHARÉIS E ACADÊMICOS DE SERVIÇO SOCIAL.

 


Histórico: Registros da Semana do Assistente Social, evento alusivo ao  
dia do (a) Assistente Social realizado no município de Paragominas,  
nos dias 24 e 25 de maio de 2019.
A programação do evento contou com seminário ministrado pela Prof.  
Dra. Daniela Castilho da UFPA, representando o CFESS, com o tema:  
Regressão de direitos tem classe e cor: Assistentes sociais no combate  
ao racismo, além de roda de conversa sobre orientações técnicas para  
supervisão de estágio conduzida pela conselheira do CRESS Geice  
Cordeiro e Oficina sobre Instrumentais Técnicos do Serviço Social,  
ministrada pela Presidente do CRESS/PA Maria Rocha.
O evento contou ainda com a presença de profissionais de diversas  
políticas públicas da Região Capim e acadêmicos do curso de Serviço  
Social.
Realização: CFESS/CRESS/NUCRESS RIO CAPIM.

Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
25/05/2019
Audiência Pública na Escola Estadual do Outeiro sobre a Redução das Vagas do Ensino Médio na Escola Bosque

No dia 16/05,  a conselheira do CRESSPA Ritinha Dias, por indicação do CEDCA-PA, participou da Audiência Pública na Escola Estadual do Outeiro sobre a Redução das Vagas do Ensino Médio na Escola Bosque. As denúncias, entre outras arbitrariedades, de negam a histórica luta desta comunidade por uma educação de qualidade, pública e que atenda às peculiaridades amazônicas ribeirinhas quanto às distintas modalidades de ensino, não apenas da Ilha de Caratateua mas, das demais Ilhas circunvizinhas. É preciso destacar que estas peculiaridades estão ligadas aos modos de vida de comunidades ribeirinhas da metrópole de Belém, às limitações de acesso às garantias de direitos básicos como saúde, cidadania,  saneamento, mobilidade urbana, entre outros, em que a escola é cenario de visibilidade de conflitos mas também é a presença do Estado, e por isso deveria assumir um papel de mediadora frente às expressões das questão social. Deste modo, qualquer mudança na dinâmica operacional da instituição, em uma construção democrática, deveria levar em consideração esta construção história e basilar de sua existência, bem como seus fluxos hierárquicos de administração e monitoramento participativos, com  ênfase à existência de um Conselho Escolar e equipe multiprofissional.  Da mesma forma, em casos de pretensões de mudança da jornada pedagógica institucional, deveria-se construir grupos de estudos para levantamento de dados quanto às necessidades reais de vagas nas distintas modalidades de ensino, em que posteriormente, pudesse ser socializado com a comunidade escolar (consulta pública). Por fim, a Escola Bosque foi instituída por Lei Municipal n° 7747/1995, possui recurso aprovado pela Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de Belém, pelo Plano Plure Anual (PPA) e Regimento de Funcionamento Interno que preveem o funcionamento das turmas de ensino médio desde sua gênese. Logo, é preciso rever esse radicalismo de redução de turmas e/ou mudanças no horário de oferta de ensino na área e investir no ensino infantil e fundamental descentralizado, ou seja, nas localidades com maior demanda identificada, conforme legislação vigente (LDB). Vale resgatar também a necessidade de ampliação do número de vagas (pesca e meio ambiente) e/ou cursos profissionalizantes em novas modalidades como  turismo, hotelaria, gastronomia e cerâmica. "Em uma educação com princípios democráticos, o objetivo maior é a educação para a vida, a liberdade e a justiça social."  Reforça a Conselheira. Lutar, quando a regra é ceder, O CRESSPA mais perto de você!

Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
22/05/2019
Entrega do prêmio Stela Menezes

FOI INCRÍVEL! Ontem, com a entrega do prêmio Stela Menezes, encerramos as programações em alusão ao dia do/a assistente social.

Um momento cheio de emoção e beleza, que fez jus a grande profissional que nomeia a premiação.

Parabéns aos/as homenageados/as, Reinaldo Pontes, Maria Elci, Lucinelia Silva e Aldebaran Moura.

Foram dias cheios de aprendizado, trocas de conhecimento e principalmente dias de reabastecer as forças para seguirmos fortes na luta.

Agradecemos a todas/os que participaram do evento e das oficinas e a cada colaborador/a que fez tudo isso acontecer. 
Gestão 2017-2020: Lutar quando a regrar é ceder, o CRESS mais perto de você.

Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
22/05/2019
II SEMINÁRIO EM DEFESA DA TERRA FIRME

No ultimo dia 18/05, no Salão Paroquial de São Domingos de Gusmão, o CRESS-PA esteve na organização do II SEMINÁRIO EM DEFESA DA TERRA FIRME, tendo como representante, a conselheira Ritinha Dias, assistente social da Associação Cultural Amazônica Boi Marronzinho, situada na área.Tivemos a participação de mais de 70 pessoas organizadas em dois grupos de trabalho que formularam e apresentaram propostas com os temas: saúde, saneamento, segurança, direitos humanos, mobilidade urbana, educação, cultura, esporte, lazer e assistência social. Os próximos encontros serão de sistematização e articulação junto às esferas Federal, Estadual e Municipal para apresentação em Audiência Pública da Carta em Defesa da Terra Firme como documento subsidiador de políticas futuras no bairro. A construção do protagonismo na comunidade depende da identidade enquanto sujeitos de direitos, as passos que as políticas públicas, em uma sociedade democrática de direitos, devem atender às demandas de sua população. Parabéns às organizações não governamentais do Bairro da Terra Firme, um  excelente exemplo a ser seguido por outras comunidades. Lutar Quando a regra é Ceder, CRESS Mais Perto de Você.

Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
22/05/2019
Sessão solene na CMB

Na última sexta-feira 17/05, o CRESS-PA teve a honra de participar da sessão solene na Câmara Municipal de Belém em alusão ao dia do/a Assistente Social. Mais um capítulo marcante nesta semana de comemorações, aprendizado e principalmente de enfrentamento.

Nos fizemos presentes mais uma vez, como bem demonstra o tema da semana do/a Assistente Social deste ano, na luta contra o racismo e em defesa da educação pública, gratuita e de qualidade. Nossa luta não começou agora e não vai terminar por aqui.

Gestão 2017-2020: Lutar quando a Regra é Ceder: o CRESS mais perto de você.

Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
19/05/2019
CRESS - N°010/2019
Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
15/05/2019
CRESS - N°09/2019
Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
15/05/2019
Programação CRESS - EVENTO dia 14 e 15 de maio 2019

Confira a programação completa da Semana do/a assistente social. Confira nas imagens a seguir os dias e horários.


Não se esqueça, é importante que você salve no celular ou faça a impressão do comprovante de inscrição, pois este será solicitado no momento do credenciamento.

Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
08/05/2019
CRESS oficinas descentralizadas 2019

Fique por dentro da programação completa das oficinas descentralizadas, que fazem parte das comemorações ao dia do Assistente Social.

Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
08/05/2019
Carta de Belém em defesa da seguridade social pública universal
Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
24/04/2019
1 º encontro decentralizado de supervisão de estágio
Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
25/03/2019
FIQUE DE OLHO
Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
25/03/2019
PROGRAMAÇÃO COMPLETA SEMINÁRIO
Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
21/03/2019
EVENTO - SECCIONAL SANTARÉM

PROJETO “CRESS MAIS PERTO DE VOCÊ” EM SANTARÉM
Capacitação sobre violação ética e responsabilização no exercício
profissional

A cidade de Santarém no estado do Pará sediou a capacitação sobre
violação ética e responsabilização no exercício profissional no dia 11 de
março de 2019, segunda-feira, no auditório do Instituto de Educação,
Ciência e Tecnologia do Pará – IFPA. Ministrada pela Assessora Jurídica
do Conselho Regional de Serviço Social – CRESS/PA, Paula Regina
Barbosa, o evento teve duração de 4h e 40 pessoas participaram entre
Conselheira do CRESS/PA, Assistentes Sociais e Acadêmicas de Serviço
Social. A ministrante utilizou exposição dialogada e aplicou dinâmica de
grupo para fomentar a discussão e esclarecer dúvidas.
Esta atividade integra o projeto “CRESS mais perto de você” e faz parte do
planejamento anual das atividades da Seccional CRESS Santarém,
objetivando instrumentalizar Assistentes Sociais para atuarem em comissão
de instrução de ética; proporcionar conhecimento sobre o código
processual; e propiciar estudo sobre violação ética e responsabilização no
exercício da profissão.
O evento se propôs a publicizar a resolução 660/2013 (Código Processual
de Ética) para direcionar conforme as prescrições legais quanto a
formulação de denúncia, representação ou queixa de Assistente Social,
Usuário/a, Entidade ou qualquer interessado/a. A Comissão Permanente de
Ética, formada no mínimo por 3 Assistente Sociais, é a responsável pela
coordenação do processo disciplinar de ética no âmbito do CRESS e
quando a denúncia é procedente, instaura-se a Comissão de Instrução de
Ética.
O evento trouxe relevantes ilustrações à categoria oportunizando a
capacitação continuada às/os Assistentes Sociais da Pérola do Tapajós.

Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
16/03/2019
INSCRIÇÕES ABERTAS
Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
16/03/2019
AVISO DE LICITAÇÃO carta convite nº 02/2019
Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
15/03/2019
Comissão de análise de processos de seleção em serviço social

Apresentamos os/as profissionais da base, que contribuirão na Comissão de Análise de Processos de Seleção em Serviço Social, analisando os diversos editais de concursos públicos, processos seletivos, residências multiprofissionais se as exigências do cargo estão de acordo com as competências e atribuições da/do Assistente Social, bem como a carga horário de trabalho que deve estar alinhada com a lei n.12.317 de 27/08/10 e que acrescenta dispositivo à lei n.8662 de 07/06/93, que trata sobre a duração do trabalho do/da Assistente Social sendo de 30 (trinta) horas semanais.

Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
27/02/2019
DIGA NÃO APEC 287/16

O CRESS/Pa convoca a todas/os Assistentes Sociais a defenderem  o V princípio do código de ética profissional: "Posicionamento em favor da equidade e justica social, que assegure universalidade de acesso aos bens e serviço relativos aos programas e politicas sociais, bem como sua gestão Democrática". Por tanto  contestar  a A PEC 287/16  da(Contra)Reforma da Presidência Social, o atual governo propõe que o sistema atual seja entregue ao regime financeiro de capitalização,  retirando do Estado a responsabilidade  em gerir o fundo que garante os direitos sociais.  Representa na prática a derruição dos direitos de auxílios,  pensão  e aposentadorias  das/os trabalhadoras/es e suas famílias  entregando seus direitos as margens da negociação do mercado.

Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
19/02/2019
3º LOTE JA DISPONIVEL !!

Não perca tempo! Chegou mais um lote de inscrições, Acesse o link abaixo e garanta a sua vaga.

www.e-inscricao.com/cresspara/seguridade

Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
15/02/2019
Seminário descentralizado de seguridade NUCRESS GUAMÁ

A sociedade brasileira no contexto atual enfrenta a destituição de direitos por meio de propostas de reformas que se institucionalizam e que atacam duramente direitos conquistados pela luta dos/das trabalhadores do país. Estas reformas em curso atingem diretamente as políticas que integram o sistema de seguridade social, provocando impactos na oferta de programas, benefícios socioassistenciais e previdenciários necessários a sobrevivência e garantia de direitos de um significativo contingente populacional inseridos ou não no mercado de trabalho. 
Este cenário produz insegurança e incerteza com o futuro e coloca o profissional de Serviço Social, em seu cotidiano de seu trabalho, desafios que necessitam serem analisados criticamente e coletivamente para a construção de alternativas de enfrentamento. 


Em vista disso, o CONSELHO REGIONAL DE SERVIÇO SOCIAL DA 1ª REGIÃO (CRESS-PA 1ª REGIÃO), em conjunto com os/as profissionais que integram a chamada região administrativa do Guamá, promovem o I Seminário sobre Seguridade do NUCRESS-GUAMÁ e convida a todos e todas a participarem desse momento conosco!
Inscrições: http://www.123formbuilder.com/form-4617440/meu-formula-rio

Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
12/02/2019
Atenção! O 3º lote de inscrições em breve!!!!

Atenção! O 3º lote de inscrições para o 1º seminário regional de serviço social e seguridade social da região norte estará aberto nesta sexta-feira às 20h horário de Belém. O lote é formado pelas vagas não confirmadas dos lotes 1 e 2, portanto lembre-se, após a inscrição, a sua vaga só é garantida após o pagamento do boleto. Acesse o link abaixo, aguarde a liberação das inscrições e garanta logo a sua.


www.e-inscricao.com/cresspara/seguridade

Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
12/02/2019
O CRESS MAIS PERTO DE VOCÊ!

O CRESS MAIS PERTO DE VOCÊ!

Estará novamente na Região de Carajás 1 desta vez no período de 16 a 20 de fevereiro de 2019. Fazemos um convite aos profissionais desta região a participar da oficina de Atualização Profissional que serão realizadas na Cidade de Marabá nos dias 16 e 17 e Itupiranga no dia 18. Realizaremos também a Assembleia de Recomposição do NUCRESS, participe!

Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
11/02/2019
2º LOTE JA DISPONIVEL

Saiba mais sobre o evento e garanta já a sua vaga no link abaixo: www.e-inscricao.com/cresspara/seguridade

Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
09/02/2019
FIQUE DE OLHO! Amanhã ás 10h, disponibilizaremos o segundo lote de inscrições!

FIQUE DE OLHO! Amanhã ás 10h, disponibilizaremos o segundo lote de inscrições, através do link abaixo fique atento/a e garanta a sua vaga! 😍💚

Basta acessar o link e aguardar a abertura das inscrições, que acontecerá Amanhã, Sábado, 09/02 às 10h horário de Belém. Fazer sua inscrição e efeturar o pagamento do boleto, pronto, sua vaga já estará garantida.

https://www.e-inscricao.com/cresspara/seguridade

CRESS Região Norte Gestão 2017/2020

Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
08/02/2019
AVISO IMPORTANTE

Informamos que o CRESS/PA está com problemas técnicos no sistema Siscaf, por este motivo estamos temporariamente sem acesso ao mesmo, comprometendo a resposta a e-mails e emissão de boletos. A Implanta já está tomando as devidas providências para retornar a normalidade do sistema, mas no momento ainda estamos sem previsão de retorno.

Obrigado pela compreensão.

Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
07/02/2019
1º LOTE esgotado , 2º lote disponivel 09/02

As inscrições para 1° Seminário Regional de Serviço Social e Seguridade Social da Região Norte estão temporariamente encerradas. O 1° lote foi um sucesso e as inscrições esgotaram em apenas duas horas.

Mas não se preocupe, o segundo lote estará disponível em breve, com mais 325 vagas, sendo 225 para profissionais e 100 para estudantes. Não fique de fora do maior evento do ano, estamos esperando por você.

Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
06/02/2019
2º LOTE SABADO 09/02 ÁS 10H

FIQUE DE OLHO, neste sábado a partir das 10h, o 2º lote de inscrições para o 1° Seminário Regional de Serviço Social e Seguridade Social da Região Norte será lançado. São 325 vagas ofertadas, não perca tempo e garanta já a sua!

Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
06/02/2019
Inscrições para o 1° Seminário Regional de Rerviço Social e Seguridade Social da Região Norte
Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
04/02/2019
INFORMATIVO - CRESS

Informamos que a partir do dia 01/02 o CRESS não funcionará para atendimento externo às sextas feiras, tendo em vista a grande demanda de inscrição, reinscrição e cancelamento enviados por Correios. Com vistas a agilizar os processos e atender da melhor forma a categoria, que reside em municípios afastados da metropolitana, o conselho pleno decidiu direcionar um dia para essas demandas.

Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
29/01/2019
Segundo lote de DIP já está disponível no CRESS.
Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
11/01/2019
I SEMINÁRIO REGIONAL DE SERVIÇO SOCIAL E SEGURIDADE SOCIAL DA REGIÃO NORTE

Os conselhos Regionais de Serviço Social da Região Norte, por meio de suas comissões de Seguridade Social, propõe I SEMINÁRIO REGIONAL DE SERVIÇO SOCIAL E SEGURIDADE SOCIAL DA REGIÃO NORTE, como parte do plano de ação da atual gestão (2017-2020) acolhendo o tema defendido e aprovado no 46º Encontro Nacional do Conjunto CFESS/CRESS/SECCIONAIS onde obteve-se a aprovação de 16 propostas no Eixo Seguridade Social e 3 Moções de Repúdios e Apoio. Para assegurar a efetivação das propostas é preciso mobilizar ações e eventos técnicos-políticos-científicos, em caráter locais e/ou regionais, com a vistas a alcançar, até 2020 significativos parâmetros de organização e estratégias aglutinadoras de enfrentamento, envolvendo as/os assistentes sociais, as categorias profissionais de diversas políticas públicas transversais, as unidades de formação e pesquisa em nível superior de ensino, e as/os usuários/as das políticas públicas.

Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
10/01/2019
Seminário do NUCRESS BAIXO TOCANTIS

" Este é tempo de divisas, tempo de gente cortada"
(Drummond de Andrade)

Caros/as profissionais, estudantes, pesquisadores, trabalhadores em geral. 

Neste tempo de turbulências e incertezas que ameça o nosso sonhar, é necessário resistir! 

O Serviço social enquanto profissão socialmente referenciada, pautada em seu Projeto Ético Político, a cada nova investida pontua sua posição ao lado da classe trabalhadora e na defesa intrasigente dos direitos conquistados. 

Parafraseando Iamamoto, concebemos o momento como desafiante, onde "é preciso ter coragem, é preciso ter esperanças para enfrentar o presente."

Nosso desafio renova-se a cada nascer do sol, em "alargar os horizontes, olhar para mais longe, para os movimentos das classes sociais e do Estado em suas relações com a sociedade". A cada corte, a cada desafio uma nova oportunidade de (re)escrever as nossa história, fortalecer nossos passos, (re)animar as nossas forças e (re)descobrir novos caminhos para além daquilo que nos é imposto.

É nessa perspectiva que a gestão "Lutar quando a regra é ceder: o CRESS mais perto de você", através do NUCRESS Baixo Tocantins, convidam as/os Assistentes Sociais da região, composta pelos municípios de: Abaetetuba, Acará, Baião, Barcarena, Cametá, Igarapé-Miri, Limoeiro do Ajurú, Mocajuba, Moju, Oeiras do Pará e Tailândia para o I SEMINÁRIO DO NUCRESS BAIXO TOCANTINS, que traz como tema: O desmonte da seguridade social e os desafios ao exercício profissional das/os assistentes sociais. O objetivo deste momento é favorecer a discussão acerca do desmonte da seguridade social e suas consequências para o exercício profissional das/os assistentes sociais.

O evento acontecerá no dia 18 de janeiro de 2019, no auditório central da Universidade Federal do Pará/Campus Universitário de Abaetetuba.

Clique no link abaixo e faça já a sua pré-inscrição: https://bit.ly/2SMZAgJ

Esperamos contar com todas/os interessadas/os para uma reflexão conjunta em torno do tema e juntos traçarmos estratégias de enfrentamento e resistência!


Para maiores informações entrar em contato com:
(Layana Azevedo - 91 993855198)
(Margareth Padinha - 91 984872422)
(Thais Santos - 91 982992642)
(Thais Silva - 91 992037192)

Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
10/01/2019
Feliz Natal e Boas Festas!!!

Que 2019 seja um ano de Lutas, Resistência e Vitórias para nós Trabalhadoras(res)!

O ano de 2018 não foi tão fácil para nós trabalhadores(as), tivemos perdas irreparáveis, mas também foi um ano que descobrimos que podemos ser mais ainda se estivermos juntos(as), pois a luta precisa ser coletiva. Em 2019 não cederemos a qualquer retirada de direitos e estaremos firmes com nossos pares na luta por igualdade, liberdade, equidade e justiça social.

Nós do CRESS-PA percorremos diversos municípios, Neste Estado, e vimos uma categoria aguerrida que também sofre os rebatimentos de um Estado Penal e segregador, mas que continua de pé, incansável nas denúncias contra o Estado, instrumentalizando a população usuária e cada vez mais se tornando esse categoria referência a essa fração da classe trabalhadora, que vem sendo atingida de forma brutal pelo Estado usurpador de direitos.

Em 2019 estaremos juntos(as) nessa caminhada e nós do CRESS-PA temos a certeza que ninguém largará a mão de ninguém e garantimos à nossa categoria algumas surpresas, do tamanho da importância das(os) Assistentes Sociais Nortistas e Paraenses, logo, não caberia infinitamente em nenhum post aqui publicado.Aguardem!

Feliz Natal e um ano de 2019 recheado de resistência e luta para todas(os) nós!

Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
24/12/2018
16º Congresso Brasileiro de Assistentes Sociais (CBAS)
Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
21/12/2018
Portaria: Recesso de fim de ano

Veja na íntegra a portaria que estabelece o recesso de fim de ano para funcionários do CRESS/PA

Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
20/12/2018
O "CRESS mais perto de você", esteve na região Sudeste do Pará

O "CRESS mais perto de você", esteve na região Sudeste do Pará, no município de Marabá com uma agenda do NUCRESS CARAJÁS I de minicurso sobre "Condições Ética e Técnicas do Serviço Social", Oficina de Estágio e Inscrição Principal nas instituições de ensino superior que ofertam o curso de Serviço Social no município, visitas institucionais para diálogo com profissionais e gestores, realização da entrega de cédulas profissionais e DIP.

Com a presença das Conselheiras Danielly Cristina e Suely Lobo, lançamos a campanha do conjunto CFESS/CRESS "Assistentes Sociais Contra o Racismo" que vem ganhando força nos espaços sociocupacionais de atuação das/dos Assistentes Sociais em todo o Brasil.

Avante Serviço Social!!!
CRESS/PA Gestão 2017/2020 Lutar Quando a Regra é Ceder - o CRESS mais perto de você.

Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
19/12/2018
I Encontro Regional de Seguridade Social / Rio Caetés

No dia 14 de Dezembro, o NUCRESS Rio Caetés realizou o “I Encontro Regional de Seguridade Social / Rio Caetés”, no município de Capanema. Com apoio do CRESS Pará – 1ª Região, através do projeto “Cress mais perto de Você”, o Evento faz parte das ações descentralizadas que antecederão o “1º Seminário de Serviço Social e Seguridade Social da Região Norte”, que ocorrerá em março/2019. 


Na ocasião estiveram presentes profissionais, bacharéis e estudantes de Serviço Social, residentes e/ou atuantes em vários municípios do Caetés, Augusto Correa, Bragança, Cachoeira do Piriá, Capanema, Capitão Poço, Peixe-Boi, Primavera, Salinópolis, Santa Luzia do Pará, São João de Pirabas, Tracuateua e Viseu; e ainda do município de Mãe do rio, da Região Rio Capim.


A Programação contou com a mesa “Seguridade Social: um debate necessário!”, momento em que as conselheiras do CRESS/PA e profissionais atuantes nas políticas da Previdência Social, Assistência Social e Saúde, respectivamente, Leidiany Marques, Thays Loélia e Dilene Costa, promoveram a atualização do conhecimento sobre a temática e fomentaram a construção de agendas coletivas contra os ataques que a Seguridade Social enfrenta, seguido de um debate com a plenária sobre as informações compartilhadas.
No turno da tarde, os participantes foram divididos em grupos para uma melhor interação sobre as demandas regionais. Onde os debates giraram também em torno da instrumentalidade e das condições de trabalho das/os assistentes sociais nos diversos municípios do Caetés.


Na oportunidade foram também entregues os DIPs (Documentos de Identificação profissional) para as/os profissionais da região.

Houve também o lançamento da campanha do conjunto CFESS/CRESS "Assistentes sociais no combate ao racismo" com o depoimento das assistentes sociais Ana Danielle Braz e Luciana Tavares.
O Evento contou ainda com um momento cultural coma apresentação da formanda em Serviço Social Letícia Luz, do município de Peixe-Boi, que animou as/os presentes com uma apresentação de voz e violão executando músicas da MPB e o nosso carimbó paraense.
O Encontro representou uma valiosa oportunidade de formação e fortalecimento da categoria.

CRESS Gestão 2017-2020
Lutar quando a regra é ceder – o CRESS mais perto de você;

Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
18/12/2018
70 anos de declaração dos direitos humanos

“Todos os seres humanos nascem livre e iguais em dignidade e direitos. São dotados de razão e consciência e devem agir em relação uns aos outros com espírito de fraternidade.”. Artigo 1º da Declaração Universal dos Direitos Humanos.
Em seu 1º Artigo, a Declaração Universal dos Direitos Humanos, reconhece a igualdade e a dignidade como direitos inalienáveis aos seres humanos. Desde 10 de dezembro de 1948, há 70 anos, quando foi adotada e proclamada pela Assembleia Geral das Nações Unidas, a Declaração Universal dos Direitos Humanos tem sido base para a defesa de direitos sociais, políticos e civis em todo o mundo, e ainda que não tenha força de lei, várias legislações a tomam como inspiração na formulação de seus instrumentos legais, como é o caso do Brasil, que além de votar favoravelmente à Declaração também a incorporou em sua Carta Magna, a Constituição Federal de 1988.
A necessidade de estabelecer uma declaração ratificada pelos povos das Nações Unidas decorreu da necessidade do enfrentamento a atos bárbaros ocorridos na história da humanidade, tais como a escravidão e a tortura, dentre outros. 
Ao longo destes 70 anos de existência, a Declaração tem sido ponto de resistência e luta para a garantia de direitos e liberdades “sem distinção de qualquer espécie, seja de raça, cor, sexo, língua, religião, opinião política ou de outra natureza, origem nacional ou social, riqueza, nascimento, ou qualquer outra condição.” (Artigo 2º). 
No Brasil, notadamente se observam as altas taxas de mortalidade da população negra, com maior número de casos entre os jovens; e ainda, acompanhamos recentemente o aumento de ataques às religiões de matrizes africanas, ataques à liberdade de expressão, a desqualificação de políticas para as mulheres, bem como outras violações de direitos humanos. Acompanhamos em nosso país um discurso de desqualificação dos direitos humanos, que tenta imputar uma concepção negativa do conceito de direitos humanos, manipulando a opinião pública para respaldar condutas criminosas até mesmo por parte do Estado, inclusive, a tortura, e ratificando o posicionamento de um governo autoritário.
Este contexto evidencia a necessidade de lutarmos cada vez mais pela efetivação dos princípios elencados na Declaração Universal dos Direitos Humanos e base da nossa Carta Magna. Para nós, assistentes sociais, é importante lembrar que a defesa intransigente dos direitos humanos é diretriz basilar do nosso Projeto Ético-Político, é pressuposto de nossa atuação profissional articulado em um projeto de sociedade que busca a construção de uma sociabilidade mais justa e igualitária.

Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
10/12/2018
1 ANO da gestão lutar quando a regra é ceder o cress mais perto de você

Hoje, dia 29 de novembro, completamos 1 ano da Gestão Lutar quando a regra é ceder: o CRESS mais perto de você. E o que falar dessa experiência que vem nos instigando, desafiando e nos motivando a continuar nessa caminhada que é árdua, mas necessária, diante de uma conjuntura de retirada de direitos, de baixos salários, assédio moral e de intensificação do neoconservadorismo?

Nossa resposta é NÃO CEDER!

Desde a nossa posse nos deparamos com muitos desafios e problemas no CRESS-PA, destacamos: Seccional de Santarém fechada, muita demanda para poucos funcionários, meios de comunicação quase que inexistentes, inadimplência ultrapassando os 60% dos inscritos no Pará, inscrições com muitas pendências, fragilidade nos processos licitatórios e muitas reclamações por todos os meios de comunicação oficial do conselho.

 

E hoje, após 1 ano de Gestão, temos a Seccional de Santarém aberta e com uma funcionária administrativa atendendo diariamente, um novo site com informações mais atualizadas para nossa categoria, mais duas funcionárias administrativas para atenderem a demanda da secretaria e tesouraria e um profissional da área da Tecnologia da Informação, que vem construindo caminhos que atendam as demandas de nossa categoria profissional.

 

Instituímos a Comissão Permanente de Licitação, organizamos a questão financeira do CRESS com a responsabilidade que nos cabe, mesmo que ainda tenhamos um elevado número de profissionais inadimplentes, demos agilidade nos processos de inscrição no conselho, seguindo a risca as normatizações que garantem o registro profissional, conseguimos trazer o Encontro Nacional CFESS/CRESS para Belém em 2019 e realizamos muitas fiscalizações/orientações em diversas cidades do nosso Estado. Até o presente momento chegamos nas regiões do CAPIM, GUAMÁ, XINGU, CAETÉ, CARAJÁS, SUL DO PARÁ, TAPAJÓS, BAIXO AMAZONAS, e logo mais estaremos no SUDESTE do Pará e no MARAJÓ.

 

Chegamos onde queríamos? Não. Ainda falta muito a fazer! Temos muitos colegas de profissão para visitar nesse imenso Estado, temos ainda que atender as solicitações da categoria com mais agilidade em suas demandas e estar cada vez mais próximo dos(as) Assistentes Sociais. Sonhamos com uma nova casa para o nosso Conselho, que seja muito mais acolhedor a todas(os) nós.

Nosso muito obrigada(o) a cada profissional que acreditou nessa gestão e aqueles que não acreditaram também, pois o nosso trabalho à frente do CRESS-PA é para todas(os) nós! Somos historicamente forjadas/os para construir um projeto de sociedade igualitária e justa. Sigamos na LUTA, na certeza que CEDER jamais será a nossa REGRA! Brotemos do impossível chão!

Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
29/11/2018
Programação CRESS Mais Perto de Você: Região do NUCRESS Sul do Pará

O CRESS Mais Perto de Você: Região do NUCRESS Sul do Pará

Programação

Dia: 29 de novembro de 2018

-Reunião com gestores Municipais de Redenção Horário: 8:30 às 10:00

-Encontro com Professores, Supervisores de Estágios e Estudantes de Serviço Social da Região Sul do Pará

17:30- Credenciamento

18:00- Abertura

18:30- Mesa Redonda:

“O Avanço do liberalismo e o contexto do exercício profissional da/o Assistente Social”

 

Facilitador: Pedro Barbosa Júnior - Assistente Social - Mestre em Ciências da Saúde - Conselheiro Vice Presidente do CRESS-PA.

“Seguridade Social, reformas, resistência e a defesa dos direitos sociais”

Facilitadora: Daniela   Castilho-   Assistente   Social   -    Profª   Drª    UFPA   - Conselheira do Conselho Federal de Serviço Social-CFESS

21:00- Encerramento

Local: Auditório da Faculdade de Ensino Superior da Amazônia Reunida- FESAR.

Av. Brasil, Alto Paraná, Redenção-PA

Participantes: Professores, Estudantes, Assistentes Sociais Supervisores de Estágios

Dia: 30 de novembro de 2018

09:00    –    Lançamento    da    Campanha    do    Conjunto    CFESS/CRESS “Assistentes Sociais no Combate ao Racismo”

09:30    –    Cerimônia    de    Entrega    de    Documentos    de    Identificação Profissional-DIP e Cédulas Profissionais.

09:40 às 10:30 - Assembleia de implantação do Núcleo de Base do CRESS

  • NUCRESS Região Sul do Pará.

Coordenação: Pedro Nazareno B. Júnior- Conselheiro Vice Presidente do CRESS-PA

10:30- Roda de Conversa: “O contexto de desmonte da Seguridade  Social: organizar a classe trabalhadora e resistir ao liberalismo”

Facilitadores:

  • Daniela Castilho- Assistente Social - Profª Drª UFPA - Conselheira do Conselho Federal de Serviço Social-CFESS

- Pedro Barbosa Júnior - Assistente Social - Mestre em Ciências da Saúde - Conselheiro Vice Presidente do CRESS-PA.

13:00- Encerramento

Local: Auditório do TELECENTRO VICENZO JOSÉ DA SILVA End: Av. Brasil, 2323, Centro de Redenção

Participantes: Assistentes Sociais e Estudantes dos municípios da Região Sul do Pará

15:00 às 17:00- Reunião de planejamento do CRESS com os membros do NUCRESS Sul do Pará

Local: Auditório do TELECENTRO VICENZO JOSÉ DA SILVA End: Av. Brasil, 2323, Centro de Redenção

24/11/2018
ASSISTENTES SOCIAIS NO COMBATE AO RACISMO A LUTA PELA LIBERDADE É UM EXERCÍCIO CONSTANTE!

Neste dia 20 de novembro, em todo o Brasil, é lembrado o dia da Consciência Negra. A data faz referência ao dia da morte de Zumbi dos Palmares, líder do Quilombo dos Palmares que lutou pela liberdade do seu povo, pelo direito de pensar, pela igualdade e por justiça.

Neste dia 20, passados mais de 5(cinco) séculos da morte de Zumbi dos Palmares, visualizamos que a escravidão nunca foi superada no país da liberdade, do carnaval e da diversidade. As correntes hoje são chamadas de algemas, a senzala de periferias, morros, baixadas e tantas outras expressões que traduzem a resistência de homens e mulheres nos espaços das cidades. Os malfeitores hoje andam no carro preto ou prata, e não usam mais chicotes, eles usam armas e matam. O navio negreiro deu espaço para as viaturas e camburões e levam direto para os presídios em toda a parte do país e a casa grande está hoje representada por uma classe burguesa que não tolera a liberdade aos pobres.

O Estado Brasileiro é penal, ele pune os pobres através da criminalização e do aprisionamento, e preferencialmente os(as) cidadãos(das) de origem africana, indígena e de outras minorias étnicas. Logo, se quisermos uma sociedade sem racismo, temos que ter uma sociedade sem prisões, livre das amarras e do braço opressor do Estado.

O extermínio da juventude negra e o feminicídio entre as negras são os que mais crescem no país da alegria e do futebol, e não podemos permitir que sejam tratados como casos isolados e sem importância, A LUTA PELA LIBERDADE É CONSTANTE.

Para nós o dia da Consciência Negra é mais um dia de resistência, de luta e de lembrarmos que a sociedade que almejamos não há distinção de classe, cor, renda, gênero, orientação sexual, etnia, religião, idade e condição física.

Para dar visibilidade a isso, o Conjunto CFESS-CRESS convoca as/os assistentes sociais paraenses a construir a campanha Assistentes Sociais no Combate ao Racismo, enviando relatos de experiências profissionais que contribuem nessa luta diária de ampliar direitos dos/as usuários/as. Neste 20 de novembro, dia de luta, Dia da Consciência Negra, queremos dizer que assistentes sociais estão nas ruas e no dia-a-dia de seu trabalho comprometidas/os com o combate ao racismo no Brasil. Queremos que todos/as saibam que, para a categoria de assistentes sociais, “vidas negras importam!”

Gestão: Lutar quando a regra é ceder: O CRESS mais perto de você!
20/11/2018
ATENÇÃO! NÃO HAVERÁ EXPEDIENTE NAS SEXTAS-FEIRAS (09/11 E 16/11)

ATENÇÃO ASSISTENTES SOCIAIS! Nas próximas duas sextas-feiras deste mês, 9/11 e 16/11, o CRESS 1 ª Região estará fechado ao público e, por isso, não irá realizar atendimentos. Os funcionários estarão realizando atividades internas, atendendo demandas relacionadas as inscrições via Correios e demais solicitações. Agradecemos a compreensão da categoria!

Alexandre Jornalista
10/11/2018
CRESS participa de Roda de conversa realizada na UFPA

O Conselho Regional 1°Região,  participou hoje, 07/11,  com a presença da  conselheira Laura Rosa Almeida, da Roda de Conversa: Relatos Sobre o Exercício Profissional do/da Assistente Social(Previdência Social e assistência social), realizada para a Turma do 6º semestre da Faculdade de Serviço Social da UFPA, na Disciplina Processos de Trabalho de Serviço Social. O momento teve a presença de 20 estudantes e o convite feito pela  Prof . Ediane Moura. 

A contra reforma prevista para a previdência social e seus impactos negativos sem precedentes para indivíduos e profissionais do sistema da garantia de direitos e da previdência socais foi uma das abordagens mais demandadas pela  turma, após as falas das convidadas, incluindo também questões referentes a atuação do serviço social dentro do contexto e princípios do projeto ético político,  como aspecto relevante na atual conjuntura. 

A roda contou, também, com a presença da assistente social Olga, como representante de uma  das comissões temáticas atuantes dentro do Conselho Regional de Serviço Social e abordou o processo de trabalho na assistência social dentro do sistema da garantia de direitos no município de Belém.  

A gestão Lutar Quando a Regra é Ceder , agradece mais uma vez  o convite.

Alexandre Jornalista
07/11/2018
Campanha Viva sua Identidade está de volta!

A partir desta segunda-feira, 5 de novembro de 2018, a Campanha Nacional Viva Sua Identidade está de volta! Por meio do site oficial (http://www.vivasuaidentidade.com.br), assistentes sociais que se inscreveram nos CRESS até o dia 4/11/2018 deverão fazer seu Recadastramento Nacional Obrigatório. É importante também que a categoria responda à pesquisa sobre o Perfil Profissional de Assistentes Sociais.

Estão aptos/as a preencher o recadastramento os/as profissionais com inscrição ativa, ou seja, em exercício, em processo de transferência ou profissionais em situação de suspensão e em situação de inadimplência.

Ah, quem se inscrever no CRESS a partir de 5 de novembro de 2018 já receberá o novo documento de identidade profissional após o pagamento dos custos de emissão!

E não se preocupe: se você já havia feito o pagamento e o pedido do novo DIP antes da suspensão do processo (quando teve início em dezembro de 2016), você receberá o documento, desde que não haja pendências de foto nem de assinatura. Nestes casos, é possível efetuar correções e alterações diretamente junto ao CRESS de seu estado.

Saiba mais em: http://www.cfess.org.br/visualizar/noticia/cod/1513

E visite o site da campanha: http://www.vivasuaidentidade.com.br

Alexandre Jornalista
06/11/2018
CRESS/PA realiza entrega do Documento de Identificação Profissional - DIP

Aconteceu hoje, 29/10, na sede do CRESS/PA a entrega do Documento de Identificação Profissional-DIP às Assistentes Sociais que foram convocadas para a atividade de entrega dos primeiros documentos que chegaram ao Conselho. 

Para a Assistente Social Cassia Juliana Alexandre da Silva receber o DIP é “uma forma de poder nos identificar como profissionais e mostrar a sociedade que fazemos parte de uma classe que luta pela garantia dos direitos humanos, mesmo em tempos tão difíceis e cheios de dificuldades! Além disso, a nova roupagem é moderna, bonita e mostra a seriedade da nossa profissão. Me sinto grata ao CRESS PA pela atenção, respeito e incentivo à nossa participação estudantil e profissional dentro do órgão.”. 

A assistente social Andrea Gomes Faria destacou o novo layout do Documento de Identificação: “É muito bonito. Achei perfeito, funciona como um chip e agora não tem como alguém utilizar o nosso documento de maneira irregular, de alguém substituir a nossa foto e se passar pela gente”. 

Os(as) Assistentes Sociais que estiverem nessa primeira listagem poderão vir ao conselho, no horário de 08 as 14h, de segunda a sexta, para receberem o seu documento de identificação profissional. Já os(as) profissionais dos demais municípios, afastados da região metropolitana, precisam encaminhar um e-mail ao CRESS confirmando e/ou atualizando seus endereços.

Informamos ainda que os(as) profissionais que já solicitaram o DIP, e que seu nome não consta na lista, que assim que o CRESS Pará receber a segunda remessa de documentos fará uma convocação e irá publicizar a listagem dos(as) profissionais no site e redes sociais. 

Para qualquer dúvida entrem em contato conosco, através do e-mail cress1rpa@cress-pa.org.br. 

Alexandre Jornalista
29/10/2018
CRESS mais perto de você chega a Parauapebas- NUCRESS II

No período de de 22 a 24 de outubro o CRESS mais perto de você percorreu os municípios de Curionópolis e Parauapebas com fiscalização e conversa com Assistentes Sociais, ouvindo demandas e proposições de nossa categoria profissional. As atividades foram realizadas pelo conselheiro Zaraia Guará e pela Agente Fiscal Edith Graziela. 

Nos dias 26 e 27 de outubro, o CRESS realizou entrega de cédulas e Documento de Identidade Profissional(DIP), além da realização do minicurso: Condições Éticas e Técnicas da atuação do(a) Assistente Social, realizado no município de Parauapebas, tendo como facilitadora a Conselheira Presidente Maria Rocha. As atividades contaram com a participação e entusiasmo de nossa categoria que consegue hoje ver o conselho mais perto das demandas profissionais. O CRESS mais perto de você pega a estrada e sua próxima parada será no Sul do Pará. Aguardem!

Alexandre Jornalista
29/10/2018
CRESS realiza I Oficina sobre Orientação de Estágio Supervisionado e Inscrição Profissional

Na quarta-feira, 24/10, o CRESS da 1ª região deu inicio, na Faculdade da Amazônia – FAMAZ, ao projeto intitulado “I Oficina sobre Orientação de Estágio Supervisionado e Inscrição Profissional”, que será ministrado em 13 instituições de ensino aqui da capital. O objetivo é disseminar a informação sobre supervisão de estágio, divulgar o Conjunto CFESS/CRESS e orientar os estudantes sobre os procedimentos para adquirir o registro profissional após a formação em Serviço Social. 

“A gente viu que essas informações estão chegando truncadas até a categoria. As comissões evidenciaram algumas problemáticas em relação ao processo de estágio supervisionado, principalmente, com algumas interpretações equivocadas sobre a questão do registro de atuação do campo de estágio”, explicou a conselheira Maria Geice Cordeiro.

O projeto é uma junção de três comissões do CRESS/PA: a Comissão de Inscrição, a Comissão de Fiscalização e a Comissão de formação.

A primeira noite de oficina, realizada na FAMAZ, foi ministrada pela conselheira Maria Geice Cordeiro e pelo assistente social Francisco dos Santos Neto. A aula contou com a participação de aproximadamente trinta pessoas, entre alunos do sétimo e oitavo período e supervisores acadêmicos e de campo.

Para a coordenadora do curso de Serviço Social da FAMAZ, Laira Santos, a parceria com CRESS é muito importante pra formação profissional: “Eu acho que é um momento de reafirmar nossa identidade profissional, principalmente no contexto que a gente está vivendo, em que a democracia está sendo ameaçada. Então, é o momento da categoria, de uma maneira geral, se reunir. Por isso, ir até as faculdades, falar de estagio e de inscrição, é muito importante para categoria profissional e o para os nossos discentes que estão em processo de formação”, disse a Coordenadora.

As oficinas são sempre ministradas por um conselheiro e por um/uma profissional da área devidamente adimplente e registrado no CRESS. Na FAMAZ, a conselheira Maria Geice Cordeiro contou com o auxílio do assistente social Francisco do Santos Neto.

“Hoje na atual conjuntura que a gente está vivendo de avanço dessa educação como mercadoria, de uma educação que tem muitas fragilidades, o Conselho Regional de Serviço Social tem papel fundamental. Além de fazer a fiscalização do exercício profissional é de extrema importância que ele dê apoio a questão da formação continuada, no próprio processo formativo dos/das assistentes sociais. Então essa oficina acontece no sentido de contribuir tanto para a fiscalização do trabalho profissional, como também potencializar uma formação mais qualificada para os/as assistentes sociais”, explica Francisco dos Santos Neto.

Para a aluna do sexto período do curso de Serviço Social da FAMAZ, Rosimere Silva, o momento foi muito importante: “porque foi o momento da gente, enquanto discente, se aproximar do conjunto CFESS/CRESS. Uma oportunidade para esclarecer dúvidas e também de se familiarizar com o nosso futuro profissional. Nós já fomos orientados em relação a toda legislação, mas é bem melhor quando a gente recebe a explicação de quem tem contato na prática, para adquirir orientação de como a atuação profissional pode ser efetivada. Então, isso é um dos pontos principais desse contato entre nos discentes com os representantes do CRESS: entender como funciona toda a estrutura, entender de que forma