face.jpg
insta.jpg

ASSISTENTE SOCIAL DIZ NÃO À REDUÇÃO DA MAIORIDADE PENAL!

Autor:

Após um ano e meio parada no Senado, a Proposta de Emenda Constitucional (PEC 33/2012) que reduz a Maioridade Penal de 18 para 16 anos está na pauta do Congresso nacional novamente. O senador e relator Ricardo Ferraço (PSDB-ES) resolveu desengavetar a matéria e colocá-la em tramitação.Após um ano e meio parada no Senado, a Proposta de Emenda Constitucional (PEC 33/2012) que reduz a Maioridade Penal de 18 para 16 anos está na pauta do Congresso nacional novamente. O senador e relator Ricardo Ferraço (PSDB-ES) resolveu desengavetar a matéria e colocá-la em tramitação.

O Conjunto CFESS-CRESS, fundamentado no posicionamento da categoria nos últimos Encontros Nacionais, e amparado pelo Código de Ética do/a Assistente Social e pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), é absolutamente contrário à PEC e diz #NãoàReduçãoDaMaioridadePenal. 

Crianças e adolescentes são pessoas de direitos próprios e especiais, em razão da sua condição específica de pessoa em desenvolvimento, e por isso necessitam de uma proteção especializada, diferenciada e integral. 

Por isso, o Conjunto defende que é preciso investir em políticas públicas para a infância e juventude, implementar o ECA em sua totalidade, inclusive no que diz respeito às medidas socioeducativas para quem comete atos infracionais. 

É fundamental que a categoria de assistentes sociais, juntamente com as entidades e os movimentos sociais em defesa dos direitos das crianças e adolescentes, se mobilizem e fortaleçam o #NãoàReduçãoDaMaioridadePenal. 

Visite o site https://www.reducaonaoesolucao.com.br/ e envie e-mail para os/as senadores/as para dizer que redução não é solução! 

Para saber mais argumentos que justificam o posicionamento do Serviço Social brasileiro, confira a série de textos e outros materiais disponíveis no site do CFESS.

Fonte: CFESS