face.jpg
insta.jpg

CFESS e CRESS debatem estratégias para fortalecimento da categoria nos estados e Distrito Federal

Autor:

Com a ampliação do número de assistentes sociais com registro nos Conselhos de Serviço Social (CRESS) nos últimos anos, um dos desafios dos CRESS é de se aproximar e fortalecer cada vez mais a categoria no interior dos estados e do Distrito Federal, onde se verifica grande presença de profissionais. Para debater essa questão e construir novas estratégias, o CFESS e o CRESS realizaram, no último dia 10 de junho em Brasília (DF), o Seminário Nacional “Descentralização política e administrativo-financeira das ações dos CRESS”.

 

O evento contou com a presença de conselheiros/as e trabalhadores/as de todos os regionais, bem como do CFESS, reunindo 51 participantes no total. “Além do aumento de profissionais, em especial atuando no interior, precisamos fortalecer nossa luta contra a precarização das condições e relações de trabalho, a focalização e privatização das políticas sociais e a precarização da formação profissional, de modo a adensar essa luta no cotidiano da categoria em todo o país”, destaca a coordenadora da Comissão Administrativo-Financeira do CFESS, Sandra Teixeira.

 

Segundo a conselheira, essa realidade complexa tem desafiado os CRESS a fortalecer a proximidade com a categoria. E uma das estratégias é fortalecer as experiências de nucleação/interiorização de ações político-formativa do conselho. “Atualmente 14 CRESS possuem núcleos, o que tem contribuído para a mobilização e aproximação da categoria com o regional”, explica Sandra Teixeira.

 

O seminário também resulta da deliberação 9 do Eixo Administrativo-Financeiro do 44º Encontro Nacional CFESS-CRESS: “Promover o debate, socializando experiências a respeito da descentralização política e administrativo-financeira das ações dos CRESS (núcleos, interiorização e outras iniciativas), objetivando a elaboração de diretrizes nacionais, até junho de 2016”.

 

Documento sobre as diretrizes de interiorização
Durante o seminário, uma das discussões foi sobre como tem se caracterizado o processo de nucleação/interiorização atualmente nos CRESS, destacando as dificuldades; o documento Diretrizes acerca da Interiorização das Ações Políticas dos CRESS e alterações; e os encaminhamentos necessários para discussão deste documento nos CRESS e sua apreciação/deliberação no 45º Encontro Nacional do Conjunto CFESS-CRESS.

 

É importante ressaltar que a minuta das “diretrizes” foi elaborada pela Comissão Administrativo-Financeira e pela Assessoria Jurídica do CFESS, precedida por consulta aos CRESS sobre as experiências de nucleação. Estas diretrizes foram elaboradas de modo a fortalecer e assegurar a unidade das ações políticas de nucleação/interiorização dos CRESS e consolidar uma gestão democrática das entidades.

 

“Agora, vamos incluir as alterações sugeridas no documento das diretrizes e encaminhá-lo aos CRESS”, completa a conselheira do CFESS.

 

Fonte: CFESS