CRESS 1ª Região, manifesta-se contra mais um assassinato de uma liderança indígena

Gestão Não se render, bem recuar - o CRESS em todo lugar
Autor:
imagem_destaque_29102018062209.jpg

O Conselho Regional de Serviço Social - CRESS 1ª Região, manifesta-se contra mais um assassinato de uma liderança indígena ocorrida no dia 12 de fevereiro de 2021, em Capitão Poço.

Isac Tembé, jovem de 24 anos, morto em ação da polícia militar, que será averiguada pelo Ministério Público. O extermínio dos povos indígenas não pode ser naturalizado e aceito como fatalidade!

É evidente e muito escandalosamente expostos os interesses de sujeitos pactuados com a destruição da floresta nativa da Amazônia e ficam impunes ao usarem as terras de povos tradicionais para a aplicação do agronegócio e pecuarismo. Todos os danos que isso representa é  desumano e impactante para a vida e equilíbrio ambiental do bioma amazônico.

A recorrente prática de matar lideranças que defendem seu lugar de origem tem sido tratada com lentidão preocupante,  quando da punição dos culpados.

Em tempos de perdas, desrespeito, abandono e tanta violência, é fundamental que nossa categoria profissional se posicione e se fortaleça coletivamente na defesa da vida! Todas as vidas!

A vida  de Isac foi interrompida, mas sua  luta  continua em um legado de resistência, travada por seu povo há  séculos e a qual defendeu com a própria vida.

Isac Tembé, presente!

Gestão Não se render, bem recuar - o CRESS em todo lugar