face.jpg
insta.jpg

Eduardo Cunha tem seu mandato cassado pela Câmara dos Deputados

Autor:

O mandato do deputado federal Eduardo Cunha foi cassado pela Câmara dos Deputados. O placar final foi de 450 votos pelo sim, 10 pelo não e 9 abstenções. Com isso, ele perde o foro privilegiado e se torna alvo da justiça comum.

 

Deputados gritaram "Fora Cunha" no Plenário. Cunha é o sétimo deputado a ter o mandato cassado pelo Plenário na história na Câmara.

 

O processo de cassação de Eduardo Cunha durou 314 dias, desde que foi instalado no Conselho de Ética da Câmara, em 3 de novembro de 2015.

 

Eduardo Cunha deu entrevista após o resultado. "Eu cometi muitos erros, sou um ser humano e errei muitas vezes, mas não foram os meus erros que me levaram à cassação, foi a política. Eu fui vítima de uma vingança política".

 

O deputado cassado diz que ele sofreu o processo por ter levado adiante o impeachment. "Eu virei um troféu para fomentar o discurso do golpe", afirmou. Questionado se estava temendo o juiz federal Sérgio Moro, Cunha respondeu que só teme a Deus.

 

 

"Quem faz delação é criminoso. Eu não sou criminoso. Então, não tenho que fazer delação", afirmou.

 

"Minha família foi vítima de um processo polítco. Buscaram minha família para me atingir", atacou. "Se fosse depois da eleição o resultado não seria esse", enfatizou.

 

Cunha diz que escreverá um livro sobre o processo de impeachment e que vai expor todas as pessoas com quem conversou durante o seu mandado como presidente da Câmara dos Deputados. "Esses serão tornados públicos em sua integralidade". 


Com Agência Brasil e Correio Braziliense