face.jpg
insta.jpg

COMISSÕES PERMANENTES

Comissão Administrativo e Financeira

Acompanha as receitas devidas aos Conselhos pelas pessoas físicas e jurídicas, propondo a adoção de medidas administrativas, legais e estratégias políticas para que mantenham a sua capacidade de arrecadação. Por meio de um trabalho articulado com o Conselho Fiscal, o controle fiscal interno, vem conduzindo uma política de qualificação gerencial e aprimoramento dos mecanismos de gestão e controle democráticos, com resultados significativos expressos no equilíbrio fiscal do CRESS. Essa ação tem como referência fundamental os princípios de transparência, gestão democrática, competência técnica, compromisso político, responsabilidade, postura ética, direção social da política e participação de todos os conselheiros nas discussões e viabilização das ações.     

 

Composição: Maria Rocha, Regina Pena, Simone Espíndola (contadora), David Vieira (Assessor Especial), Joseilda Rodrigues (Agente Administrativa)

Comissão de Orientação e Fiscalização (COFI)

Enfatiza e normatiza ações de orientação e fiscalização do exercício profissional, na perspectiva de valorizar, defender, garantir e ampliar os espaços de atuação profissional, e propiciar condições adequadas de trabalho e qualidade de atendimento e defesa dos direitos da população. Acompanha e formula estratégia para desenvolvimento e implementação da Política Nacional de Fiscalização do Conjunto CFESS‐CRESS, atuando como instância de orientação e apoio aos CRESS e Seccionais, de modo a unificar procedimentos relativos à fiscalização profissional. Para tanto, observa as deliberações aprovadas no Encontro Nacional CFESS‐CRESS.

 

Composição: Rosiane Souza, Graziela Lima (agente fiscal), Mary Jane Bacury (Agente Fiscal)

Comissão Permanente de Ética

A Comissão Permanente de Ética e Direitos Humanos do Conselho Regional de Serviço Social/1ª Região é uma das comissões regimentais do Conselho com objetivo de recebimento, análise e elaboração de pareceres sobre as denúncias de possíveis violações e infrações cometidas por assistentes sociais no exercício da profissão contra os princípios do Código de Ética, assim como, acompanhar as comissões de instrução dos processos éticos disciplinares em curso, visando a reafirmação do projeto ético-político da categoria. Seu processo de trabalho é orientado pelas prerrogativas que constam no Código Processual de Ética (Resolução CFESS 660/2013).

O trabalho da Comissão Permanente de Ética e Direitos Humanos também cumpre papel pedagógico junto aos envolvidos, afirmando a identidade da profissão, o debate de temas relacionados a defesa dos direitos humanos, colaborando com o processo de participação, crítico, investigativo e interventivo, vinculado com as competências e atribuições profissionais dos/as Assistentes sociais.

Composição: Jandira Miranda

Comissão de Inscrição

Esta comissão executa os procedimentos necessários para habilitar legalmente o profissional a exercer a profissão. A comissão trabalha visando corresponder às expectativas e  buscando oferecer qualidade e pronto atendimento aos profissionais. A Comissão de Inscrição é composta por membros do conselho que analisam e deliberam sobre os processos de: inscrição principal; inscrição secundária; inscrição pessoas jurídicas; transferência de inscrição principal; transformação de inscrição secundária em principal; cancelamento de inscrição; reinscrição; interrupção do exercício profissional por isenção de anuidade por idade (60 anos).

Os processos operacionais da comissão são: recepção e conferência da documentação necessária para a inscrição; atendimento aos profissionais para orientações diversas; cadastro do número de inscrição no “Livro de Registros”; confecção da carteira e da cédula de identidade profissional; confecção das declarações relativas a entrega da documentação pelo profissional; comunicação com os profissionais; comunicação com as delegacias e os demais Cress; controle da remessa de diplomas, saída de carteiras e cédulas; atualização de dados dos profissionais no sistema de cadastro; entrega de carteiras e cédulas de identidade profissional; confecção das resoluções deliberativas sobre os processos para aprovação pelo conselho pleno.

Comissão de Comunicação

Elabora e coordena estratégias comunicativas que viabilizem e ampliem o acesso à informação qualificada sobre as causas, pautas e lutas da categoria, tais como campanhas e veiculação de notícias em rádios, jornais, informativos, cartilhas, entre outros. Viabiliza edição de livros, divulgação de eventos e assessoria de imprensa. Tem a responsabilidade de colocar a voz das/os assistentes sociais nos diversos espaços públicos democráticos disponíveis (rádio, televisão, jornais, revistas e entre outros).

 

Busca criar mecanismos para engajar o CRESS na luta pela democratização da comunicação na região e no Brasil, em diálogo com outros movimentos sociais, entidades e demais instâncias de trabalhadores/as organizados/as, buscando assegurar o direito humano à comunicação como um direito da categoria e da sociedade.

 

Composição: Zaraia Ferreira, Laura Almeida, Luiza Santana, Rita Dias, Rosiane Souza, Alexandre Gibson (Comunicador/Jornalista)

COMISSÕES TEMÁTICAS